Ambientação
Todo ser humano necessita de algo em que acreditar para que sua vida tenha algum sentido. Seja em vários deuses ou em um só ou até mesmo na inexistência de qualquer deus. Seja no bem, no mal, na vida após a morte ou em magia. Independente de qualquer que seja a crença, os humanos movem suas vidas em função dela. Entretanto, há um tipo especifico de humanos que têm a magia não como uma crença abstrata, mas como sua maior realidade.

A comunidade bruxa europeia vive em paz há algum tempo, desde que o Ministério conseguiu frustrar os planos da Irmandade das Trevas. Os comensais que sobreviveram ao rompante de raiva de seu chefe foram mandados para Azkaban para receberem o beijo dos dementadores. Porém os aurores não conseguiram capturar o líder da Irmandade, que anda livre pelo mundo já recrutando um novo exercito.

Não diferente, o Ministério da Magia já treina novos aurores para suprir a baixa que foi deixada pela última batalha contra os bruxos das trevas. Os chefes dos departamentos não mais estão fazendo vista grossa para os acontecimentos anómalos que outrora assombraram suas rotinas. O ministro em si se encarrega dos assuntos mais sérios e as pilhas de papeis em sua mesa estão cada vez menores.

Em Hogwarts, os antigos clubes de duelos e de poções foram reativados, mas não com a antiga ideologia de apenas aprendizado e lazer, e sim com a mascarada didática de treinar os alunos em combate, defesa e o que mais for necessário para prepara-los para uma futura batalha contra o mal.

Os sinais estão claros para as autoridades, os bruxos das trevas se movem à surdina e os jovens estudantes do castelo de Hogwarts são preparados para a guerra sem nem mesmo notar. Os dias sombrios estão por vir novamente. Bruxos, empunhem suas varinhas e as segurem bem, pois elas serão suas maiores e melhores aliadas nos dias futuros.
Data on
Ano: 2019
Mês: Outubro
Novidades

Em breveCampeonato de Quadribol

Últimos assuntos
» [RP]
Ter 6 Jun 2017 - 15:36 por Joshua B. Connington

» Votações - Abril e Maio
Seg 5 Jun 2017 - 2:20 por Sarff

» [RP] I have loved the stars too fondly to be scared of the night
Dom 4 Jun 2017 - 10:46 por Anastasia Kinsky

» [RP] Seven Nation Army
Sex 2 Jun 2017 - 3:07 por Edward Fourrié Schwartz

» Solicitação de Missões
Sab 13 Maio 2017 - 20:23 por Chai K. Schwartz

» Liga de Quadribol
Dom 7 Maio 2017 - 19:17 por Sarff

» Sistemas do Fórum
Dom 7 Maio 2017 - 18:04 por Sarff

» [rp] She is supreme
Qua 15 Fev 2017 - 20:16 por Aaliyah Brussel Lancaster

» Tabela de Conversão e Ações de PPH's
Seg 13 Fev 2017 - 3:27 por Tétis

» [RP] Just another day
Dom 29 Jan 2017 - 19:02 por Convidado

Staff
Sarff
Danorum
Narrador
Tétis
Manchetes do Profeta
Entrevistacom o Ministro da Magia.
Nóticiassobre a Liga de Quadribol.
Awards
BRANDON CARTWRIGHT
Aluno mais esforçado
IVY SCHWARTZ
Melhor profissional
NIKOLAI DIMITROFF
Drama king
EDWARD SCHWARTZ
O pegador
ANNE & LILY
Melhor dupla
Ksenia & Marijuana
RP mais quente
Parceiros
Créditos
Todo conteúdo contém exclusivamente seus criadores, quaisquer retiradas devem ser creditadas. Este fórum é a terceira geração que se iniciou no Aresto Momentum e depois se tornou Potterhead, seguindo algumas de suas ideologias, sistemas e projetos. Este RPG é feito em nome do PH e toda sua colaboração para o mundo Rpgista Potteriano. Skin feita por Hardrock de Captain Knows Best e adaptada por Danorum.

Licença Creative Commons

3ª Aula de Feitiços

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

3ª Aula de Feitiços

Mensagem por Tétis em Qui 6 Jun 2013 - 21:51

Feitiços

Aula III
avatar
Tétis
Data de inscrição :
12/05/2013

Mensagens :
2114


RPG » Administrador

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 3ª Aula de Feitiços

Mensagem por Lillith Villeneuve em Sab 20 Jul 2013 - 7:50


3ª aula de Feitiços

Eu não cabia em mim naquela noite. Mesmo com uma luxação no braço direito e uma concussão leve no pescoço, eu saltitava de tanta alegria. Era impressionante o quanto um banquinho colocado no lugar errado poderia causar tantos hematomas. Eu estava trabalhando duro durante anos. Finalmente eu me aposentara do mundo das lutas, pela qual todo um treinamento foi desenvolvido, toda uma quantidade de ossos foi quebrada, músculos distendidos e muito amor foi colocado, no entanto minha família precisava de uma mãe e uma esposa mais presente. E, assim, eu poderia dar mais atenção à minha carreira de atriz e cantora, que estavam indo muito bem.

Na manhã seguinte, eu acordara me sentindo uma nova mulher. Tudo parecia muito brilhante e muito desafiador ao mesmo tempo. Muitos me olhavam estranho por ver uma simples e doce professora de Hogwarts com um braço enfaixado e um imobilizador de pescoço. Eu me divertia com as expressões dirigidas a mim. Só uma coisa foi capaz de reduzir minha felicidade, o fato daquela ser a última aula do ano e que eu nem tivera tempo de me familiarizar com a turma do primeiro ano, devido às muitas contusões e muitos problemas.

Já era de meu conhecimento que os alunos achavam minhas aulas um tanto “trabalhosas”. Depois de tomar café muito rápido, corri até a cozinha e pedi aos elfos que me preparassem uma certa quantidade de sobremesas, sucos e aperitivos e entregassem rápido na área norte dos Jardins. Fui até meus aposentos e peguei um aparelho de som. Na porta de minha sala, deixei um cartaz cheio de frufrus avisando que a aula aconteceria na área norte dos Jardins.

O tempo estava bom para isso. O ambiente nublado e não muito frio contribuía para que as crianças não ficassem suadas no fim da aula, embora esse fosse o objetivo. Na medida em que os alunos chegavam, eles observavam uma mesa com várias guloseimas, um aparelho de som, dois grandes baús com muitos objetos, uma caixa dourada média com cinco objetos (um telescópio pequeno, um rebatedor de balaço, uma caneca de madeira, uma lupa e uma panela velha) e um baú médio. As expressões eram as mais diversificadas: surpresa, susto, dúvida e até mesmo animação.

Quando uma grande quantidade de cabecinhas já estava ali, decidi começar. Abri meu largo e carinhoso sorriso:

- Bom dia, queridos! Espero que todos estejam bem animados nessa manhã, pois a aula de Feitiços não vai ser mole! - as expressões diversas se unificaram - Mas tenho certeza que vocês se divertirão. Bom, hoje vamos aprender alguns feitiços bem úteis. Todos são simples, portanto não há motivos para preocupação. Um deles é um dos feitiços mais usados pelos bruxos. Ele serve para abrir portas e objetos trancados manualmente. A pronuncia é /AlorroMÔra/ e você deve apenas dar uma leve sacudida na varinha apontando-a para a fechadura do que se quer abrir. Vamos praticar também a versão, digamos, mais forte desse feitiço, que é o /CIStem aPÉrio/ e é pronunciado desse jeitinho que eu disse. Quando o Alohomora não é suficiente, esse feitiço provavelmente será. Ele fará com que a tranca se imploda e abra. No entanto, se a tranca foi fechada por um feitiço e o bruxo que o lançou seja muito eficiente, nem o Alohomora nem o Cistem Aperio funcionarão. - virei-me para o baú médio e disse - Bom, cada um de vocês vai tentar o Alohomora nesse baú e, dentro dele, há um baú menor. Vocês pegarão esses baús e tentarão o abri-los com o Cistem Aperio. Não se preocupem, pois assim que alguém tira o baú menor, o maior se fecha e o próximo que o abrir achará outro baú menor. Vocês têm 10 minutos para isso. O Alohomora é muito simples, por isso acho que todos conseguirão de primeira! Boa sorte! Ah! Quando vocês ouvirem um clique na tranca, significa que o Alohomora deu certo, caso contrário, tente novamente. - Fiz uma demonstração dos dois feitiços e da prática que eu pedira e os liberei para a tarefa.

Deixei-os fazendo essa tarefa enquanto eu caminhava para auxiliar os que tinham dificuldade. Todos conseguiram num tempo relativamente bom, permitindo-nos partir para a segunda parte da aula.

- OK, dears! Já que todos estão executando esses feitiços muito bem, vamos para a segunda parte da aula. - dei um sorrisinho empolgado – Bom, agora vamos ver quatro feitiços, dois convocatórios e dois de repulsão. Começando com o Accio, que se pronuncia /Aksio/ ou /Akio/. Prestem atenção. Accio cálice de prata! - e um cálice de prata que estava por ali veio até minha mão que estava esticada para recebe-lo - Viram? O outro convocatório é o /CARpe ReTRActum/. - fiz a demonstração pegando uma maçã na mesa de guloseimas – O Accio traz um objeto que está longe. O Carpe Retractum traz um objeto que está perto, mas também pode levar o bruxo até o objeto, se este for muito grande. Os dois feitiços de repulsão são /FliPENdo/ e /DePULso/. O Flipendo empurra objetos há uma pequena distância e o Depulso, sendo mais forte, empurra há uma longa distância. Os movimentos de todos são simples: mira e atira. Exceto do Flipendo. - fiz a demonstração com uma pedra que estava por ali usando Flipendo e depois Depulso, fazendo com que ela voasse longe - Espero que não tenha atingido ninguém! - fiquei um tanto preocupada.

- OK, agora vocês treinarão nos objetos que estão naqueles dois baús grandes. Vocês terão 15 minutos e depois faremos um joguinho que os alunos do ano passado aprovaram. Vamos lá! Qualquer dúvida é só me chamar. Ah! Quando lançarem o objeto muito longe e não conseguirem trazer de volta, me avisem que eu o trarei. - fiquei passeando entre eles para ajuda-los e organizá-los de modo seguro para que ninguém se machucasse.

Depois do tempo de treino, reuni todos para explicar o jogo:

- Dears, agora vamos fazer um joguinho bem simples. Naquela caixa dourada há cinco objetos: um telescópio pequeno, um rebatedor de balaço, uma caneca de madeira, uma lupa e uma panela velha. Vocês usarão os feitiços convocatórios e de repulsão para pegar ou empurrar um objeto e fazer pontos com isso. Cada objeto tem uma pontuação que será revelada no final da aula. Vocês devem usar cada feitiço pelo menos uma vez, portanto vocês devem, no mínimo, empurrar dois objetos e puxar dois, o quinto objeto vocês serão livres para puxar ou empurrar. Os objetos puxados terão sua pontuação somada e essa soma será convertida em nota a mais para essa aula. Cada um terá sua chance. Um de cada vez. Pense bem no que você vai puxar e no que você vai empurrar. Vamos começar? - e o primeiro aluno começa e os demais se seguem; com uma pena de repetição rápida, eu anoto a pontuação de cada um num pergaminho. O jogo segue divertido até todos terem participado.

Depois de tudo, reúno todos mais uma vez para um pequeno discurso: - Dears, essa foi praticamente nossa última aula do ano. Eu quero dizer a todos que foi um prazer enorme lecionar cada um de vocês. Espero que nos encontremos em classe no ano que vem. Obrigado por tudo e, se por ventura, eu aparecer novamente com um machucado, como hoje, não se preocupem, pois eu ficarei bem. Sou durona! - sorri com os olhos cheios d’água e conjuro uma grande toalha azul e branca de picnic no chão - Bom, antes que essa professora boba comece a chorar, essa mesa cheia de guloseimas é para confraternizarmos juntos esse ano maravilhoso que está indo e para me desculpar pelas aulas cansativas. Aproveitem!! E tem música! - fui até o aparelho de som e o liguei; músicas alegres trouxas e bruxas tocaram e ali ficamos, eu e meus alunos, até o final da aula, comendo besteiras, ouvindo música e batendo papo. Depois que os liberei, pedi aos elfos que repusessem os alimentos para o segundo ano. Dei um jeitinho nas parafernálias e fiquei ali curtindo as músicas e comendo os doces que sobraram enquanto os alunos do outro ano chegavam.

thanks Lari @ CG!  


Me # Actions # Others # ”Thoughts”


MOVIMENTO DE VARINHA:
Flipendo

CONSIDERAÇÕES IMPORTANTES:
- O prazo de postagem é até o dia 31/07/2013 às 23h59min.

- A aula está bem extensa e bastante interativa, portanto caprichem na narração e me surpreendam. Quero postagens bem elaboradas. Arrasem!

JOGO:
- As regras são simples:

1. Vocês devem usar todos os dois feitiços convocatórios e todos os dois de repulsão pelo menos uma vez cada.

2. Cada objeto tem uma pontuação diferente, uns têm pontuação positiva, outros negativa.

3. Só os objetos convocados terão seus pontos somados para o aluno.

4. Cada pontuação total será revertida em nota para o aluno. Não é ponto extra, é nota mesmo!!


avatar
Lillith Villeneuve
Data de inscrição :
24/05/2013

Mensagens :
111

Idade :
37


Ficha do Personagem
Ano Escolar: Concluído
Patrono: Coiote
Casa: Corvinal
RPG » Adulta

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 3ª Aula de Feitiços

Mensagem por Brandon S. M. Drakhale em Sab 20 Jul 2013 - 16:33

Despedida


Os corredores estavam movimentados, e Brandon  andava por eles caminhando em direção à sala de Feitiços. Ao seu lado se encontrava sua irmã Mary, os dois caminhavam em um ritmo constante e relativamente ligeiro,pelo fato de estarem ansiosos para a última aula da Professora Lillith.
Suas aulas sempre foram, na maioria das vezes divertidas,um pouco trabalhosas,mas ela  conseguia  fazer com que rendesse.
-Vamos Mary, mais rápido, desse jeito irmos nos atrasar!-Disse Brandon à irmã.
-Se acalme,estamos adiantados.-Disse  agarota franzindo o cenho e e olhando no relógio de pulso.
Quando finalmente chegaram até a sala de Feitiços, se surpreenderam com o que encontraram, suas portas se encontravam fechadas, e afixada na mesma havia um cartás, completamente enfeitado, ao estilo Lillith, nele dizia que a aula de hoje seria na porção norte dos jardins.
-O que será que a Professora Lillith anda aprontando?-Perguntou Mary ao irmão que já saia apressado em direção aos terrenos.
-Não sei, mas quer chegar logo para comprovar.-Disse o garoto andando apressado.
O dia estava relativamente fresco,o céu estava ligeiramente acinzentado e o clima agradável.Os dois garotos andavam pela grama bem cortada do jardim e ao longe já conseguiam avistar os cabelos loiros da professora, que estava rodeado por parafernálias.
Quando os dois finalmente chegaram até lá, a professora os saudou.
-Bom dia!-Disse ela com um radiante sorriso no rosto,os garotos retribuíram-lhe o sorriso e foram se acomodar. Sentaram-se na grama fresca e esperaram o restante dos alunos chegarem, enquanto aguardavam, Brandon reparou no que os rodeava, ali se encontrava uma mesa com várias guloseimas, dois enormes baús que contiam vários objetos em seu interior, uma caixa dourada com alguns objetos diversos, alguns aparelhos de som e um baú médio que estava jogado em um canto.
A medida que os primeiranistas ia chegando, a professora deu início a aula, ela ficou de frente para os alunos de modo que facilitasse para vê-la, nesse instante, Brandon reparou nos machucados da mulher, ela usava um imobilizador no pescoço e estava com o braço esquerdo engessado,o garoto estava tão distraído  com os “brinquedinhos” à sua volta, que nem reparou nos gessos da Sra. Lillith.
A mulher, mesmo com todos esses hematomas, deu um sorriso costumeiro e deu início a última aula do ano. Segundo ela, iriam aprender hoje, entre outros, o feitiço Alohomora que servia para abrir fechaduras  que haviam sido fechados manualmente e o feitiço Cistem Aperio , que era um feitiço que tem a mesma função do Alohomora, porem é mais eficaz.
Segundo a professora, o baú médio que se encontrava em um canto estava trancado, e os alunos, para praticar os feitiços citados, teriam que o abrir usando o Alohomora, mas não acaba aí, após abrir o baú, encontrarão um segundo baú que foi trancado com mais efiácia, portanto só poderia ser aberto com o Cistem Aperio.
De um em um, os alunos foram até o baú, alguns conseguiam de primeira,outros já tinha dificuldades em abrir o mesmo. Após uma grande parte dos alunos já terem praticado, a professora autorizou Brandon a abrir o baú.O garoto se levantou, sacou sua varinha, foi até o grande baú e pronunciou o feitiço como a professora havia ensinado.
-Alohomora!-E deu uma leve sacolejada na varinha, instantaneamente um clique surgiu na fechadura do baú, o feitiço havia funcionado, então o garoto abriu-o e retirou o pequeno baú que se encontrava no interior do baú médio. Colocou sua varinha perto da abertura do pequeno baú e disse;
-Ci-cistem Aperio.-Nada aconteceu, não se ouviu nem mesmo o clique. Então o garoto tentou novamente.
-Cistem Aperio!-Disse ele confiante, no mesmo instante, ouviu-se um clique e o garoto pôde abrir o baú.
-Parabéns queridinho!-Saudou-o a professora. O garoto se sentou novamente satisfeito com seu  sucesso.
A aula se sucedeu, os próximos feitiços que iriam aprender, seriam os feitiços convocatórios, os feitiços Accio e Carpe Retractum, os dois, como os aprendido anteriormente, tinham o mesmo efeito, porém o Carpe Retractum era mais eficaz. E também aprenderiam os feitiços  de repulsão, que eram os feitiços Depulso e Flipendo.
Para praticá-los, teriam que capturar alguns objetos dos dois grandes baús e usar os dois tipos de feitiço neles, após a autorização da professora, todos os alunos se dirigiram até os baús, Brandon se dirigiu ao baú da esquerda e pegou um tênis velho e sujo, foi até um canto do jardim e posicionou-o no chão, se afastou do tênis , saco a varinha dos bolsos das vestes e disse confiante:
-Accio tênis!-O tênis se moveu, mas não veio em sua direção.
-Accio tênis!-Disse ele novamente, nesse mesmo instante, o tênis veio em sua direção, mas atingiu-o em cheio no rosto, o garoto constrangido, olhou para todos os lados para verificar que ninguém tinha visto seu vexame. Para sua sorte, ninguém havia reparado no grande vergão vermelho e seu rosto, então deu continuidade a aula prática, voltou até o baú e agarrou porta retrato que contia uma foto de um casal de trouxas em uma espécie de parque, colocou o objeto em um canto do jardim, se distanciou , apontou a varinha na direção do porta-retrato e disse:
-Carpe Retractum porta-retrato!-O objeto veio leitando ligeiramente e se largou em sua mão. O garoto abriu um grande sorriso e a professora que passava por ele naquele momento disse;
-Isso, está indo bem pequeno!-Disse ela andando com as mão atrás das costas.
Agora era hora de praticar os fetiços repulsórios. Dentro do baú, Bran encontrou uma vela, achou-a perfeita para isso, posicionou-a perto de seus pés e disse com a varinha apontada para baixo.
-Depulso!-A vela voou longe e caiu em cima de uma pedra pontuda e se espatifou.
O garoto então se dirigiu novamente ao baú para ver se achava um objeto interessante para praticar o feitiço Flipendo, não encontrou nada suficientemente interessante então caminhou e encontrou por ali uma pequena pedra, dali mesmo, onde estava, ele apontou a varinha para a pedra e gritou;
-Flipendo!-A pedra não se mexeu nem um milímetro, desapontado ele gritou novamente;
-Flipendo!-Agora a pedra se mexeu alguns centímetros, mas nada a mais que isso, o garoto, já furioso tenta de noco:
-FLIPENDO!-A pedra voa tão longe que se perde de vista, o garoto sentiu um certo temor de ter atingido alguém, mas deixou passar e se sentou encerrando a sua aula prática.
Lillith, após todos terem acabado de pratica, apresenta aos alunos um jogo, que segundo ela os alunos do ano anterior havia particularmente gostado. O jogo era basicamente usar os feitiços convocatórios e de repulsão em 5 objetos que se encontravam na grande caixa dourada. Cada um valia uma quantidade de pontos , mas esses só lhes seriam revelados no fim da aula. Brandon se ofereceu para iniciar o jogo, se levantou  examinou o conteúdo da caixa, ela contia um telescópio, uma lupa,uma caneca de madeira, uma panela velha e um rebatedor de balaço. Como o garoto já havia praticado em uma vela, pegou-a , colocou a vela em uma distância considerável de seu corpo, afastou-se, sacou a varinha , apontou para o objeto e disse:
-Accio vela!-A vela veio rapidamente e se colocou em sua mão, ouviu-se aplausos e Brandon passou para o próximo objeto.
Dessa vez, ele pegou um objeto para se afastar, capturou então o grande telescópio de latão, posicionou-o perto de seus pés, apontou a varinha e disse:
-Depulso!-O telescópio voou longe e ouviu-se mais uma vez aplausos, após a professora ter  feito o telescópio voltar, Brandon passou novamente para outro objeto, dessa vez escolheu o rebatedor de balaços, usado pelos rebatedores do time de quadribol, jogou o rebatedor longe , apontou a varinha na direção em que o lançou e disse claramente:
-Carpe Retractum Rebatedor!-Por alguns instantes não se viu nada, mas depois de alguns segundos de espera, o rebatedor veio na direção do garoto, ele agarrou-o guardou o objeto na caixa rodeado por aplausos.
Chegou a vez de usar mais um feitiço repulsório em um dos objetos, dessa vez escolheu a caneca de madeira, jogou-a no chão apontou a varinha e disse :
-Flipendo!-A caneca voou, não tão longe, mas se afastou, a professora puxou-a de  volta e o garoto passou para mais um dos objetos.
Ele capturou o último dos objetos, a lupa, essa ele iria usar o feitiço Accio, o que ele teve menos dificuldades, jogou a lupa longe, apontou mais uma vez em direção ao lugar onde tinha a lançado e gritou confiante:
-Accio Lupa!-A lupa veio ligeiramente em sua direção, o garoto a agarrou no ar e a guardou, agradeceu aos aplausos e se acomodou.
Brandon assistiu todos os alunos jogando, todos haviam se dado bem, não tiveram nenhuma dificuldade, e mesmo se tivessem, Lillith não extaria em ajuda-los. Após todos terem jogado o tal jogo, Lillith autorizou-os a “atacar” as guloseimas.
Tudo estava maravilhoso, a música era agradável, mas tudo que é bom dura pouco, não tardou até os alunos terem que sair para dar lugar ao próximo ano. Brandon então se dirigiu ao castelo abraçado com sua irmã e com gosto de doce na boca.







Última edição por Brandon F. Gagerdoor em Dom 28 Jul 2013 - 0:53, editado 1 vez(es)


The magic is in the shoes of those who feel
Slytherin - Quarto Ano
avatar
Brandon S. M. Drakhale
Data de inscrição :
14/05/2013

Mensagens :
435

Idade :
17


Ficha do Personagem
Ano Escolar: 4° Ano
Patrono: Raposa
Casa: Sonserina
HOG » Sonserina

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 3ª Aula de Feitiços

Mensagem por Mary E. M. Drakhale em Dom 21 Jul 2013 - 13:08

Adeus, Tia Lillie!

O dia nasce e com ele percebo que a noite foi recheada de pesadelos. Meus olhos estão vermelhos e estou suada. Devo ter chorado durante o pesadelo, mas felizmente não tenho muitas lembranças dele. Me direciono ao banheiro e lavo o rosto com uma água gelada que repõe um rosto tranquilo. Escovo os dentes rapidamente e prefiro não comer o café da manhã. Encho minha garrafa de água e a coloco dentro da mochila. A primeira aula é de Feitiços.

Já estávamos na última aula do ano. O tempo passara tão rápido, num piscar de olhos. Tia Lillie continua lecionando nos anos seguintes, e os outros professores também, a não ser que haja algum imprevisto. A turma provavelmente também continuará a mesma. Não teremos, portanto, grandes mudanças. Somente não seremos os menores do lugar, e assim sendo não seremos os mais zoados pelos veteranos. Aquilo era bom.

Ao chegar na sala me deparo com um cartaz enfeitado nos informando que a aula aconteceria nos jardins. O observo, curiosa. Ele estava cheio de frufrus e glitter. Com certeza o recado foi feito pela tia Lillie. Enfim, bebo um pouco da água e desço as escadas rapidamente. “Área norte do jardim, área norte do jardim...” eu repetia, com o objetivo de não esquecer. Me perder da turma seria desastroso.

Ao chegar lá, meia dúzia de alunos estão olhando abobados para o local, e depois de fixar a vista, consigo distinguir, no meio dos alunos, a professora. Aquele era o local. Ando rapidamente até lá e paro para observar o ambiente. A tia Lillie estava toda machucada, mas resolvo, depois de pensar no assunto, não perguntar a ela o que aconteceu. Embora ela seja muito legal, não acho uma atitude muito simpática a perguntar sobre a vida pessoal. Seria, no mínimo, invasão de privacidade.

O clima estava ameno, com algumas nuvens. Sem ventos gelados, portanto. Uma aula prática ideal precisava de uma temperatura exatamente como aquela. Parecia que estávamos com sorte. Adoro aulas práticas, mas quando sentimos calor e suamos, nossa roupa gruda e é tudo muito nojento. O clima ameno permitiria que praticássemos sem suar. Perfeito.

Quando boa parte dos alunos estava lá, tia Lillie começa. Como eu imaginava, aula prática. Ela começa nos ensinando dois feitiços para abrir fechaduras. O Alohomora e o Cistem Aperio. Eu já havia lido sobre eles, então não fico muito excitada. Porém, nunca os tinha praticado. O mínimo de ansiedade que havia poucos minutos antes começa a invadir meu corpo e meus pensamentos. “Se acalme, Mary. Você já treinou outros feitiços antes” . Ela prossegue explicando que o Cistem Aperio era mais potente e mais complexo do que o Alohomora. Então nos dá a primeira parte da aula.

Teremos que abrir um baú com o Alohomora. Dentro deste, estará um menor, onde praticaremos o Cistem Aperio. “ E o que tem dentro do menor? “- me pergunto, curiosa. O baú era de madeira e muito bem detalhado. A fechadura parecia firme e trancada completamente. O nervosismo me atinge de surpresa, mas resolvo me acalmar.
-Alohomora -digo, entonando a sílaba “Mo” como a tia Lillie havia nos ensinado. Um clique. Eu havia conseguido. Ergo um sorriso triunfante e depois me lembro que o próximo seria mais díficil.
-Cistem Aperio! -nem um clique é ouvido. Começo a me preocupar e tento novamente.
-Cistem Aperio. -coloco entonação exatamente onde a tia Lillie ensinara e uso um tom de voz calmo e decidido. Clique.
E, dentro do baú menor, não havia nada. Acho aquilo engraçado e volto a minha posição, deixando outra pessoa tomar o lugar do baú.

Dados alguns minutos a professora anuncia a segunda parte da aula. Primeiro ela nos apresenta o Accio. Para a demonstração, ela conjura um cálice de água. A magia era realmente básica, porém muito útil. Também temos o outro convocatório, o Carpe Retractum. Este traz objetos que está perto ou leva o bruxo até o objeto se este for muito grande. Então são apresentados os dois feitiços de repulsão. Eu sempre os achei engraçados, pois servem para afastar o bruxo de um objeto. Flipendo e Depulso, sendo o Flipendo mais forte. E o movimento deste é mais complexo. Me fez lembrar um V meio enfeitado. Tia Lillie nos mostra os feitiços com uma pedra, a atirando para longe. Ela faz cara de preocupação e diz que esperava não ter atingido ninguém. Não consigo deixar de rir com o comentário.

Teríamos que testar os feitiços nos baús grandes. Eu me posiciono uns vinte centímetros longe de um e pronuncio o feitiço convocatório Accio. O baú vem em minha direção. Quando ele estava chegando perto de mais, percebo que não conseguiria o pegar. Então uso o Depulso, que funciona corretamente e o baú é jogado para longe. Um aluno que estava praticando no local pegou o baú e o trouxe de volta. Lhe dou um breve sorriso e prossigo, desta vez com o Carpe Retractum e o Flipendo. Também não tive complicações com esses feitiços, os acertando de primeira.

Logo depois ela explica o jogo. Tinhamos um telescópio, um rebatedor de balaço, uma caneca de madeira, uma lupa e uma panela. Teremos que usar os feitiços convocatórios e de repulsão para pegar ou empurrar algum objeto. Cada objeto tem uma pontuação não revelada. Devemos usar todos os feitiços pelo menos uma vez, e sobrará um objeto, que poderíamos escolher o feitiço. No final, a pontuação será somada e -fico nervosa com essa parte- a soma será convertida em nota. “Oh meu Deus.” Então vem em minha cabeça uma frase comum em um livro trouxa, Jogos Vorazes. “E que a sorte esteja sempre ao meu lado” . A frase original era E que a sorte esteja sempre ao seu lado, mas resolvo a adaptar para o momento. Sorrio um pouco com o pensamento e o nervosismo toma conta, novamente, de meu corpo.

Passados alguns minutos, minha vez chega. Observo o rebatedor de balaço. Eu não gostava de quadribol. Resolvo, somente por este motivo idiota, usar nele um feitiço de repulsão.

-Depulso. -digo. Nada acontece. Acho que o nervosismo está alterando minha voz -Depulso - repito, desta vez com a voz mais firme. O rebatedor é lançado para longe.

A lupa era pequena e frágil. Resolvo a convocar, pois o feitiço de repulsão que sobrara era forte e eu não queria o usar para algo tão pequeno.

-Accio lupa. -de primeira, a lupa vem ao meu encontro. A seguro e a observo por alguns segundos, mas me volto novamente ao jogo. A panela é o maior item dali. Vou usar nela o feitiço de repulsão.

-Flipendo. -então me lembro do movimento diferenciado dele. Repito, mas o usando. A panela é jogada para longe. Um telescópio e uma caneca. “Engraçado. Se eu convocar o telescópio, vou ter dois itens parecidos”. Então o faço. Convoco o telescópio utilizando o Carpe Retractum. Novamente, com êxito. Então utilizo o de repulsão, Flipendo, novamente. Ele é executado e a caneca é lançada para longe.
[...]
Depois que todos os alunos fazem o jogo, a professora anuncia as notas. Então os olhos de Tia Lillie se enchem de lágrimas e ela se despede de nós. Não bastando todos os doces que ela já nos dara, ainda colocara uma mesa cheia de guloseimas e colocara para tocar uma música da trouxa Demi Lovato. Eu a conhecia e a adorava, sabia todas as suas letras. Começo a cantar e a professora me observa, sorrindo. Pouco a pouco, os alunos dos demais anos chegaram e então me despeço da Tia Lillie. Saio dali, contente. “Você está me fazendo engordar”, penso, quando me lembro de tudo o que já comera nas aulas dela.




Mary Elizabeth § Monitora da Corvinal § 2° ano § Magorian Drakhale
avatar
Mary E. M. Drakhale
Data de inscrição :
10/06/2013

Mensagens :
87


Ficha do Personagem
Ano Escolar: 2° Ano
Patrono: Nenhum
Casa: Corvinal
HOG » Corvinal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 3ª Aula de Feitiços

Mensagem por Katrina Bringstrow Fert em Qui 25 Jul 2013 - 4:13

Primeira e ultima aula de Feitiços do primeiro ano



Na noite anterior, eu saíra da aula de DCAT, e fui tomar a ceia, na ceia, parecia mais se a oportunidade de jantar de quem perdeu o jantar do que um “lanchinho a noite”, Eu, como não estava com muita fome, tomei um copo de leite com bolachas, a ceia, estava farta de comida, sempre do bom e do melhor era posto naquelas mesas gigantes, eram quatro, uma para cada casa, pelo tamanho, cabiam todos os alunos, incrivelmente, haviam espaços sobrando, mas acho que é porque nem todos os alunos iam no mesmo horário...
Fui dormir com a cabeça nas nuvens,fui caminhando em um ritmo lento ate minha sala comunal pensando que algo totalmente diferente me esperava no dia seguinte, algo que eu nunca havia tentado em minha vida,ia ser uma experiência única.
Quando acordei, eu fiz minha higiene básicas, me vesti e parti em direção ao salão principal, ao chegar no local,pensei: “Os cozinheiros trabalharam a noite toda pelo jeito, olha quanta comida!” Parecia que eu havia paralisado, até que voltei, com ajuda de uma garota, sentei na mesa destinada para a minha casa e comi uma diversidade de coisas, como pão, bolachas, cookies, tomei um copo de leite, e voltei a sala comuna para encovar novamente meus dentes. Antes de ir ao café, deixei uma grade de horários sobre minha cama, percebi que deveria me dirigi á sala de feitiços, me perdi um pouquinho, mas consegui me achar.
Ao chegar na sala, vi que a professora já estava lá, me sentei discretamente, e pensei: “Vou fazer como em DCAT, só me prontifico se eu tiver alguma duvida”.
Logo, a professora a Srta. Hugh iniciou sua aula, disse que naquele dia iríamos ter uma aula bem puxada, que bom, eu adoro as manhãs, ela explicou dois feitiços inicialmente: Alorromôra que serve para destrancar portas que não foram seladas com magia e Cistem apério, que é mais forte que Alorromôra, a professora explicou que a movimentação deveria ser feita por um leve aceno da varinha. Eu anotei em meu pergaminho fazendo o seguinte esquema:
Pergaminho:  Alorromôra: Sem magia
                     Cistem Apério: com magia



A aula prosseguiu, treinamos por um tempo, até que a professora anunciou um jogo, deveríamos abrir um baú usando Alorromôra e depois pegar um pequeno baú em seu interior e abrir com Cistem apério, não parecia tão difícil, todos formaram uma fila única, eu estava no meio da mesma, ao chegar minha vez, ergui minha varinha apontei para o baú, fiz um leve movimento com a varinha dizendo:
-Alorromôra -Nada aconteceu, tentei novamente: -Alorromôra- Nada aconteceu, então, a Srta. Hugh se ofereceu a me ajudar dizendo:
-Srta... -Ela nunca havia me visto antes então eu disse:
-Katrina Karamakov, Srta. Hugh, prazer, pode me chamar de Kath - Abri um sorriso para esconder meu nervosismo
-Sem Srta. Hugh, Kath, me chame de Tia Lillie. Voltando á sua duvida, tente usar o movimento, mais definido, você está fazendo-o bem pequeno, ele é meio pequeno, mas faça-o com maior definição.
Assim, tentei novamente dizendo: -Alorromôra- Deu certo, me aproximei, peguei o baú e voltei-me á professora:- Obrigada Tia Lillie
Fui para um canto tentar abrir o baú menor, apontei minha varinha, para o baú e disse:
- Cistem apério!-O Baú se abriu, eu havia conseguido, só me restava esperar que a professora desse continuidade, então ela continuou, passou pais quatro feitiços, e eu anotei em um pergaminho:
Pergaminho:
Convocativos: Accio e Carpe Retractum
Repusao: Flipendo e Depulso

Nós deveríamos treinar de acordo com a demonstração da tia Lillie os quatro feitiços em alguns objetos então, eu disse: - Accio cálice de prata!- O cálice de prata veio até mim. Apontei para um armário, Tia Lillie nos disse que se o objeto fosse grande iríamos até ele então, essa foi minha esperança: -Carpe Retractum – O armário foi parar em minha mão, essa não era a minha intenção, eu não conseguira segurar o armário, e o mesmo caiu sobre mim, todos riram de mim, menos Mary, Mary é uma garota correta, determinada, confesso, a queda foi engraçada, confesso, até eu e a professora rimos, Mary deu uma pequena risada, não dava pra negar, o feitiço não saiu como eu pensei, talvez a estante não fosse tão grande. Tia Lillie com um toque de sua varinha fez tudo voltar ao lugar, meu pulso não se movia, então, a professora disse: - Tente com sua outra mão, tente com aquela latinha, facilitara por causa do punho.
Pego minha varinha e digo fazendo o movimento:- Flipendo!-O objeto voou, mas foi em uma distancia menor, então, do mesmo local, apontei para a mesma latinha e sibilei: - Depulso!- o objeto foi mais longe com esse feitiço então, aguardei a ordem da professora, anunciando a próxima atividade. Ela anunciou que naquela caixa havia cinco objetos, entre eles: um telescópio pequeno, um rebatedor de balaço, uma caneca de madeira, uma lupa e uma panela velha. Deveríamos usar os feitiços aprendidos... Deveríamos pensar bem...
Chegada a minha vez, mirei com a varinha o telescópio e proclamei:- Accio Telescópio!- O telescópio veio até mim, então, mirei á lupa: - Cistem Apério!-A lupa veio até mim, então, prossegui, apontei a varinha para a caneca e disse:- Flipendo!- A caneca se moveu alguns metros, então, apontei para o rebatedor de balaços:- Carpe Retractum!- o rebatedor vai um pouco mais longe que a caneca, restava a panela... Receei um pouco e disse:- Accio Panela- A panela veio em minha direção e eu a segurei, a professora olhou para mim em um olhar de afirmação.
Todos foram, então, Tia Lillie disse algumas palavras, bonitas, ela disse que havia sido um prazer lecionas para a gente, mas eu só havia estado La aquela aula...ela preparou guloseimas, todos logo avançaram as guloseimas,mas eu não hesitei em ir, eu não assistira nenhuma aula antes e tudo mai, então, Tia Lillie chegou me convidando, eu disse que me sentia mal, e tudo mais, mas ela não mudou de ideia... Ela insistiu, ela disse que não havia problemas, que eu era muito mais que bem-vinda. Após a mini festa me aproximei de Tia Lillie e disse:- Obrigada,obrigada por tudo...- Dei um abraço na professora, e sai.




FURACÃO KATRINA
You know that I'm a crazy B*tch.
avatar
Katrina Bringstrow Fert
Data de inscrição :
17/07/2013

Mensagens :
308

Idade :
18


Ficha do Personagem
Ano Escolar: Concluído
Patrono: Jaguatirica
Casa: Sonserina
TDP » Colunista

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 3ª Aula de Feitiços

Mensagem por Kenton Willians Lancaster em Sex 2 Ago 2013 - 21:11

Brandon F. Gagerdoor - 9,0

Mary E. C. Gagerdoor - 8,5

Katrina Karamakov - 9,0
avatar
Kenton Willians Lancaster
Data de inscrição :
16/05/2013

Mensagens :
805

Idade :
36


Ficha do Personagem
Ano Escolar: Concluído
Patrono: Mariposas-Tigres
Casa: Corvinal
RPG » Adulto

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 3ª Aula de Feitiços

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum