Ambientação
Todo ser humano necessita de algo em que acreditar para que sua vida tenha algum sentido. Seja em vários deuses ou em um só ou até mesmo na inexistência de qualquer deus. Seja no bem, no mal, na vida após a morte ou em magia. Independente de qualquer que seja a crença, os humanos movem suas vidas em função dela. Entretanto, há um tipo especifico de humanos que têm a magia não como uma crença abstrata, mas como sua maior realidade.

A comunidade bruxa europeia vive em paz há algum tempo, desde que o Ministério conseguiu frustrar os planos da Irmandade das Trevas. Os comensais que sobreviveram ao rompante de raiva de seu chefe foram mandados para Azkaban para receberem o beijo dos dementadores. Porém os aurores não conseguiram capturar o líder da Irmandade, que anda livre pelo mundo já recrutando um novo exercito.

Não diferente, o Ministério da Magia já treina novos aurores para suprir a baixa que foi deixada pela última batalha contra os bruxos das trevas. Os chefes dos departamentos não mais estão fazendo vista grossa para os acontecimentos anómalos que outrora assombraram suas rotinas. O ministro em si se encarrega dos assuntos mais sérios e as pilhas de papeis em sua mesa estão cada vez menores.

Em Hogwarts, os antigos clubes de duelos e de poções foram reativados, mas não com a antiga ideologia de apenas aprendizado e lazer, e sim com a mascarada didática de treinar os alunos em combate, defesa e o que mais for necessário para prepara-los para uma futura batalha contra o mal.

Os sinais estão claros para as autoridades, os bruxos das trevas se movem à surdina e os jovens estudantes do castelo de Hogwarts são preparados para a guerra sem nem mesmo notar. Os dias sombrios estão por vir novamente. Bruxos, empunhem suas varinhas e as segurem bem, pois elas serão suas maiores e melhores aliadas nos dias futuros.
Data on
Ano: 2019
Mês: Outubro
Novidades

Em breveCampeonato de Quadribol

Últimos assuntos
» [RP]
Ter 6 Jun 2017 - 15:36 por Joshua B. Connington

» Votações - Abril e Maio
Seg 5 Jun 2017 - 2:20 por Sarff

» [RP]
Dom 4 Jun 2017 - 10:46 por Anastasia Kinsky

» [RP] Seven Nation Army
Sex 2 Jun 2017 - 3:07 por Edward Fourrié Schwartz

» Solicitação de Missões
Sab 13 Maio 2017 - 20:23 por Chai K. Schwartz

» Liga de Quadribol
Dom 7 Maio 2017 - 19:17 por Sarff

» Sistemas do Fórum
Dom 7 Maio 2017 - 18:04 por Sarff

» [rp] She is supreme
Qua 15 Fev 2017 - 20:16 por Aaliyah Brussel Lancaster

» Tabela de Conversão e Ações de PPH's
Seg 13 Fev 2017 - 3:27 por Tétis

» [RP] Just another day
Dom 29 Jan 2017 - 19:02 por Convidado

Staff
Sarff
Danorum
Narrador
Tétis
Manchetes do Profeta
Entrevistacom o Ministro da Magia.
Nóticiassobre a Liga de Quadribol.
Awards
BRANDON CARTWRIGHT
Aluno mais esforçado
IVY SCHWARTZ
Melhor profissional
NIKOLAI DIMITROFF
Drama king
EDWARD SCHWARTZ
O pegador
ANNE & LILY
Melhor dupla
Ksenia & Marijuana
RP mais quente
Parceiros
Créditos
Todo conteúdo contém exclusivamente seus criadores, quaisquer retiradas devem ser creditadas. Este fórum é a terceira geração que se iniciou no Aresto Momentum e depois se tornou Potterhead, seguindo algumas de suas ideologias, sistemas e projetos. Este RPG é feito em nome do PH e toda sua colaboração para o mundo Rpgista Potteriano. Skin feita por Hardrock de Captain Knows Best e adaptada por Danorum.

Licença Creative Commons

1ª Aula de Feitiços

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

1ª Aula de Feitiços

Mensagem por Tétis em Ter 11 Jun 2013 - 19:17

Feitiços

Aula I
avatar
Tétis
Data de inscrição :
12/05/2013

Mensagens :
2114


RPG » Administrador

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 1ª Aula de Feitiços

Mensagem por Lillith Villeneuve em Sab 15 Jun 2013 - 17:32



1ª aula de Feitiços

O decorrer das aulas dos outros anos estava de vento em poupa. Sem acidentes graves, sem machucados feios, algumas caretas descontentes, confesso, mas pareceu-me que todos saíram satisfeitos. O quarto ano, embora minha turma mais excepcional, era a menor. Fato que me dava muito mais liberdade para ideias de aulas dinâmicas. Afinal, o que seria de uma aula da professora Lillith Villeneuve Hugh sem um pouquinho de dinâmica? Pareceria muito mais uma aula de História da Magia. Eu sempre detestei essa matéria. Estudei-a com um professor fantasma estranho que fazia qualquer coisa ficar muito monótona. Enfim, eu estava sentada, como de costume, na beirada de minha mesa esperando os alunos. Nada de carinha de dúvida, nem de estranhamento. Eles já chegaram chegando. Eu, feliz, cumprimentei cada um com um abraço e um beijo na testa.

- Bom dia, queridos! – exaltei minha felicidade. – Bem vindos a mais um ano em Feitiços. Estou feliz por estar aqui lecionando vocês novamente. Como foram suas férias? – Alguns se pronunciaram, outros preferiram o silêncio. – Enfim... Esse ano, estudaremos os Feitiços Medicinais. Aprenderemos uma variedade deles, desde os mais simples, até uns bem complexos. – acenei com a varinha para a lousa e os nomes de sete feitiços apareceram lá. – Bom, como vocês são fantásticos, ensinarei hoje nada mais nada menos que sete feitiços. São simples, então não há nada com o que se preocupar. A dinâmica será tão legal! - Peguei, em outro ambiente da sala, algumas estátuas miniaturizadas. – Dears, começaremos com o mais simples: Férula. Esse feitiço materializa ataduras. É muito útil quando se precisa imobilizar alguma parte do corpo de alguém machucado. A pronúncia é /FÉrula/ – Fiz a demonstração do feitiço. – O segundo, também bastante simples, é o Episkey. Ele cura machucados simples como pequenos cortes. Pronuncia-se /ePISki/. – Comecei a andarilhar entre os alunos. – Temos também Asclépio, que tem o mesmo efeito do Episkey, no entanto funciona apenas com cortes. A pronúncia é /asCLÉpio/. O Ennervate serve para acordar pessoas desmaiadas. É muito usado para despertar pessoas que foram estuporadas. Pronuncia-se /enerVAte/. – Dei uma pausa. – Dears, todos eles são feitiços “mira e atira”, ou seja, não há a necessidade de movimentos especiais para executá-los. – Voltei para minha mesa.

- Bom, agora vou ensinar a vocês alguns feitiços anestésicos. Eles serão muito úteis quando vocês fizerem alguma peripécia por ai. – Sorri. – O primeiro é o Relidor. Ele serve para aliviar a dor. Não a cura totalmente, mas a deixa bem mais suportável. Fala-se /reliDÔR/. Outro é o Anestecsi, que anestesia uma pessoa que se encontra em desespero pelo machucado ou pela dor. A pronúncia é /anesTÉksi/. Há também o Headolov, que emana uma luz azul turquesa capaz de anestesiar completamente apenas um membro do corpo por vez. É um feitiço um tanto quanto simples, mas demanda concentração e um pouco de energia por parte do bruxo. Pronuncia-se /RIdolov/. – Direcionei-me a eles. – Nada difícil, né? – Vi cabeças concordando. – Então, cada um de vocês vai pegar uma estátua dessas. Usem Finite para que elas voltem ao normal. Quando voltarem, cada uma aparecerá com machucados que vocês deverão curar. Levem em conta que há uma hierarquia de prioridades para curar um paciente. Se ele estiver com muita dor, primeiro anestesiem. Se a dor for em um só membro, usem o feitiço correto, caso contrário, a estátua explodirá e você terá que repará-la, e recomeçar o tratamento. – fiz uma estátua voar até cada aluno. – Podem começar. Vocês têm trinta e cinco minutos.

... 35 minutos depois...

- Parabéns aos que conseguiram. Vocês poderão ser ótimos medibruxos se praticarem bem esses feitiços e os desse ano. Estão liberados... Ah! Como sempre, na mesa ali no canto eu pus cookies e suco de maracujá para vocês. Eu que os fiz!! Aproveitem. – e liberei os alunos.


Me # Actions # Others # ”Thoughts”


Estátuas:
Estátua 1: Sente forte dor na perna esquerda e apresenta cortes na nuca. Estátua para o Gary.

Estátua 2: Sente pequenas dores no braço esquerdo, na perna direita, no tórax, no abdômen e na cabeça. Estátua para a Jhessy.

Estátua 3: O braço direito parece luxado, deve ser imobilizado com ataduras. Além disso, ela sente muita dor nesse braço. Estátua do Lucas.

Estátua 4: Sente fortes dores na cabeça e na mão esquerda. Apresenta esfoliações nas pernas e nas costas. Estátua para Karina.

CONSIDERAÇÕES IMPORTANTES:
- O prazo de postagem é até o dia 29/06/2013 até às 23h59min.
- É obrigatório o uso do table padrão para alunos. Caso contrário, a nota será reduzida pela metade.
- Sejam criativos e descritivos na narração de tudo. Criatividade é o que há!!
- Os melhores posts levarão 15 pontos para sua casa. E a casa cuja os alunos se saírem melhor leva 25 pontos.
- Interajam comigo o quanto quiserem e evitem usar NPCs. EVITEM. Não quer dizer que é proibido.
- Mínimo de linhas para aceitação do post: 15 linhas.
- Costumo avaliar os seguintes quesitos: Criatividade (5 pontos), Ortografia (3 pontos), Bom uso do BBCode (2 pontos).
- As notas que darei seguem o seguinte padrão:
style='width:400px; padding:05px; text-align:justify; fontsize:
10pt;'>Ótimo (O) - 9,5 a 10 - 5 pontos extras
Excede as Expectativas (EE) - 8,0 a 9,4 - 4 pontos extras
Aceitável (A) - 5,0 a 7,9 - 3 pontos extras
Fraco (F) - 3,1 a 4,9 - 2 pontos extras
Deplorável (D) - 1,6 a 3,0 - 1 ponto extra
Trasgo (T) - 0,0 a 1,5 - 0 ponto extra

- Qualquer que seja o problema que impeça o aluno de postar pode ser conversado. Basta
enviar-me uma MP com a aula e uma justificativa plausível que eu responderei se aceitarei ou não. Mas mande logo a aula e a justificativa!!
- Dúvidas?? MP especificando que é uma dúvida e que ano é.
- Tia Lillie sempre dá um jeitinho de ajudar os alunos, mas se os alunos não andarem na linha, Tia Lillie pode ser bem má!


Última edição por Lillith Villeneuve Hugh em Sex 21 Jun 2013 - 8:03, editado 1 vez(es)


avatar
Lillith Villeneuve
Data de inscrição :
24/05/2013

Mensagens :
111

Idade :
37


Ficha do Personagem
Ano Escolar: Concluído
Patrono: Coiote
Casa: Corvinal
RPG » Adulta

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 1ª Aula de Feitiços

Mensagem por Gary V. Lancaster em Ter 18 Jun 2013 - 13:41


1ª Aula de Feitiços
 

As quartas feiras em Hogwarts eram um dia bem atípico principalmente para quem estava no quarto ano onde todas as aulas seriam de feitiço e isso me animava a me levantar naquela manhã.

Ainda sentia um desconforto na área do meu abdômen graças ao meu encontro com Lucas alguns dias atrás nos terrenos do castelo. Me organizei e em poucos minutos sai pronto em direção ao salão principal.

Não demorei muito dentro do salão principal tomei um café da manhã rápido e me dirigi a sala de feitiços. Quando a turma entrou já fomos logo ocupado os nossos lugares afinal não precisava haver cerimônia com a tia Lillith já estávamos juntos a muito tempo. A docente cumprimentou  a turma ela realmente parecia feliz em nos ver mais o sentimento era reciproco em seguida perguntou com tinha sido as nossas férias - Bom professora (não seria loco de chamar ela de tia em sala), mas férias eu viajei com minha família foi divertido, mas não como eu gostaria que fosse - ela revirou os olhos tia Lillith me conhecia bem.

Hoje a docente disse que iria ensinar sete feitiços usados na parte medica, aquilo ampliou o meu interesse naquilo que ela falava já não era de hoje que pensava na possibilidade de seguir a carreira médica hoje teria uma prova se levava jeito pra isso ou não.

Um à um tia Lillith explicava o que cada feitiço fazia e qual era a pronuncia correta  dos mesmos, copiei tudo aquilo que juguei mais importante fazendo notas e sublinhando as características de cada feitiço.

Terminada a parte teórica da aula havia chegado a hora da prática tia Lillith vez com que as estatuas voassem na nossa direção peguei a minha miniatura.

Observei o pequeno objeto por alguns instantes na minha mão como um objeto mágico expressava muito bem o que sentia o objeto levava a mão esquerda ao braço direito ele parecia sentir dor só naquele membro - Headolov!- logo a estátua se estabilizou, "talvez seja necessário imobilizar o braço!" - Férula!

Apontei mais uma vez a varinha para a estátua - Finite Incantatem! - logo ela começou  se debater nas minhas mãos pude observar muitos cortes e inchaços em volta de todo o corpo - Anastecsi! - o boneco parou de se debater - Asclépio! - repetir esse feitiço algumas vezes até que não tivesse mais ferimentos.

A aula já estava no seu fim antes de nos despedimos da docente ela, como já era tradicional, nos deu algumas guloseimas. Então saímos da sala, mas logo voltaríamos para mais dois tempos com tia Lillith.
Post nº 500





avatar
Gary V. Lancaster
Data de inscrição :
17/05/2013

Mensagens :
1350

Idade :
20


Ficha do Personagem
Ano Escolar: Completo
Patrono: Lobo das malvinas
Casa: Grifinória
HOG » Professor de DCAT

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 1ª Aula de Feitiços

Mensagem por Lucas B. Villeneuve em Seg 24 Jun 2013 - 7:08



1ª aula de Feitiços e com maracujá!

Não era pra parecer reclamação, mas já reclamando, meu tornozelo ainda doía e eu ainda mancava de leve depois da mordida feroz que o Gary me dera em nosso encontro na Floresta Proibida. Aquilo ainda me perturbava e eu ainda não tinha coragem o suficiente para encarar ele de frente. Ainda tinha o problema de que parecia que ninguém queria que eu e Lara ficássemos juntos. Eu não aceitaria isso e já sabia exatamente para quem pedir ajuda e eu me dirigiria para a aula dela em poucos instantes. Levantei-me e fiz minha higiene pessoal bem rapidinho. Vesti roupas bem quentes, pois o dia estava frio. Não mesmo que ia me deixar passar friagem. Tive que voltar da porta do Salão Principal, porque eu tinha esquecido de vestir minha capa da Lufa. O café, como sempre, estava bem farto. Tinha de tudo. Pão, queijo, café com leite, café sem leite, leite sozinho, chocolate frio e quente, bolos diversos, biscoitos e mais um montão de coisas, menos maracujá. Tanta comida e nada de maracujá. Brincadeira!

A sala da Tia Lillie estava bem decorada como sempre. Quentinha quentinha. Eu me encontrava um pouco ansioso pelo que aprenderíamos. As aulas de Feitiços são sempre cheias de surpresas. Nunca tive uma em que fiquei parado ou que saí sem estar suado e cansado. Trabalhosas sim, mas sempre satisfatórias. Tia Lillie entrou na sala com sua animação contagiante perguntando sobre nossas férias. – As minhas foram as mais comuns possíveis. Mas foram especiais porque foram as minhas primeiras férias. Eu comi bastante, aprendi umas dancinhas brasileiras e troquei cartas com uma aluna do segundo ano, Lara. Ficamos bem amigos. – Vi minha madrinha fazendo cara de “Sei... Amigos...” Ri discretamente e dei uma piscadela para. Ela realmente me conhecia bem.

Naquela aula aprenderíamos sete feitiços medicinais. Espera! Sete?!? Pois é! Sete feitiços. Por isso é que é impossível sair descansado de uma aula de Feitiços. Além de serem muitos, os feitiços tinham umas pronúncias complicadas demais para minha cabeça loira e uns movimentos mais ainda. Mentira! Eu é que sou tão lerdo que só fui perceber depois que ela falou que eles não tinham movimentos especiais. “Tonto!” Enfim, foram alguns longos minutos de exposição teórica e o que eles faziam e onde eram mais úteis e coisas assim. O mais interessante é que eu aprenderia feitiços bastante úteis quando eu, milagrosamente, conseguisse estourar uma bombinha em minha própria mão. “Muito tonto!”

Depois de aprendermos os feitiços, recebemos uma estatuazinha cada um. Houve explicação e começamos a “tão esperada” parte prática da aula. – Finite. – Apontei a varinha para minha estátua e disse o feitiço. Do nada, ela ficou do tamanho de um adulto e começou a berrar segurando o braço direito. Os gritos da estátua eram estridentes e estavam começando a me desconcentrar e a me irritar. Queimei alguns neurônios para lembrar um feitiço anestésico. – Claro. Anestesiar pacientes desesperados. Anestecsi. – Falei o feitiço apontando a varinha para o braço direito da estátua. Ela parou de gritar, enfim. Mas do nada ela explodiu em pó. A estátua simplesmente explodiu em partículas de pó e se fez em um monte à minha frente. Jhessy me olhou sorrindo. Mostrei a língua para ela fazendo careta. “Affêr!!” – Reparo. – E fiquei ali alguns segundos movimentando meu braço até a estatuazinha voltar ao normal. – Finite. – E a estatuazona voltou a berrar feito louca segurando o braço. “Aff!” Ouvi a nerd corvina que me chamava de cara de abóbora sussurrar. – Headolov. – Claro! Headolov! – O feitiço que anestesia um membro por vez. Óbvio, bobão! Headolov. – E a luz azul turquesa saiu da varinha e eu fui anestesiando o braço da estátua. – Sério que eu tô anestesiando uma estátua? Capaz, mesmo. – Murmurei sozinho para mim mesmo. Sou maluco a esse ponto. Depois que a estátua cessou a gritaria, percebi que o braço estava inchado e estranhamente meio torto. Parecia aquela vez que eu cai da escada na mansão e luxei a perna. A primeira coisa que fizeram foi imobilizar. – Férula. – E alguns metros de atadura saíram da minha varinha. Imobilizei o braço da estátua. Ela levantou, agradeceu e voltou a ser miniatura. Observando minha cara de susto, Tia Lillie explicou que era assim mesmo. Ela voltaria ao normal depois que tivéssemos cumprido o objetivo. Que bom!

Depois que todos terminaram, fomos liberados. Não antes de saborearmos deliciosas guloseimas. Não seria uma aula de Feitiços sem guloseimas. E tinha suco de maracujá! Eu amo minha madrinha! Saí dali de barriga cheia.


Eu | Narração | Outros | "Pensamentos"


IN THE TOWN WHERE I WAS BORN, LIVED A MAN WHO SAILED THE SEA. AND HE TOLD US OF HIS LIFE IN THE LAND OF SUBMARINES, SO WE SAILED ON TO THE SUN TILL WE FOUND THE SEA OF GREEN AND WE LIVED BENEATH THE WAVES IN OUR YELLOW SUBMARINE.
badger • professor • werewolf • thanks
avatar
Lucas B. Villeneuve
Data de inscrição :
24/05/2013

Mensagens :
366

Idade :
20


Ficha do Personagem
Ano Escolar: Concluído
Patrono: Urso Panda
Casa: Lufa-lufa
RPG » Adulto

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 1ª Aula de Feitiços

Mensagem por Jhessy Pierce Cavendish em Sex 28 Jun 2013 - 21:29

Aula de Feitiços: Conversando com uma estátua?!

Blusa branca e gravata azul e prata bem alinhadas, saia corretamente em seu lugar, meias devidamente colocadas e sapatos calçados. Abotoei a capa preta por cima de tudo, prendendo o broche da monitoria sobre o peito e penteei meu cabelos dourados. Após prendê-los com um belo laço de fita azul, passei pelas garotas que agora levantavam e segui para o Salão Principal, onde saboreei as já tradicionais tortilhas de limão e algumas canecas de suco de abóbora. Quando o local já estava lotado, com todas as mesas ocupadas por seus respectivos alunos, alumas corujas adentram carregando algumas coisas.. Era hora do que eu gostava de chamar por Correio Corujal. A coruja que eu reconheci instantaneamente sendo a de Brittany, deixou cair em minha direção um grande papel enrolado que eu segurei ainda no ar. Levantei-me com o jornal do Profeta Diário em minhas mãos e segui caminhando enquanto lia as últimas notícias. "Nem sei para quê ainda teimo em ler todos os dias.. Nada de interessante! Nunca!" - pensava ao deixar o jornal em um banquinho no corredor por onde passava, mas na verdade estava feliz por não ter nenhuma notícia ruim envolvendo minha família como era rotineiro no ano anterior, e dali, segui diretamente para a sala onde teria aula de feitiços. "Pelo menos isso para alegrar o dia.. As aulas da Tia Lillie são sempre demais!"

- Bom dia professora! - falei ao passar pela porta, e ela, parecendo mais alegre do que nunca, recebeu-me com um abraço e depositou um beijinho em minha testa. Sorri enquanto me sentava. Alguns falaram sobre suas férias e, diferente das outras vezes em que eu sempre ficava quieta, resolvi me pronunciar. - Minhas férias foram normais.. Na verdade um pouco chata! Tive de ficar com minha irmã chata cuidando dos pequenos enquanto minha irmã mais velha viajava.. A parte mais divertida, acho que foi quando briguei com minha prima no meio da sorveteria.. Acabou todo mundo sujo de sorvete, sabe.. - sorri e olhei para Gary, que por ter presenciado a cena agora também ria lembrando do mico. Após mais algumas histórias contadas e risadas descontraídas, Tia Lillie anunciou o que iríamos estudar durante aquele ano: Feitiços Medicinais. "Oba! Espero apenas que não sejam complicados demais." Na lousa podia-se ler sete nomes de feitiços diferentes: Férula, Episkey, Asclépio, Ennervate, Relidor, Anestecsi e Headolov. Retirei um pergaminho de minha mochila, assim como uma pena e um tinteiro. Molhando a ponta da pena, anotei em meu pergaminho, um abaixo do outro, cada um dos sete feitiços a serem aprendidos.

A cada um que a docente explicava, eu anotava a frente do nome já escrito em meu pergaminho para quê servia e grifava abaixo do nome do feitiço a sílaba mais forte a se pronunciar para que tivesse efeito. Minutos se passaram nessa de escuta e anota e algumas demonstrações da professora até que finalmente já sabíamos o suficiente sobre os sete. Uma das estátuas em miniatura que Tia Lillie pegara para fazer a demonstração flutuou lentamente até mim, que segurei-a ainda no ar e depositei sobre minha mesa. A professora logo liberou-nos para treinar e eu então comecei. - Finite! - e para minha surpresa, a estatua que à poucos segundos atrás era menor que minha mão, agora tinha um tamanho bem maior e estava sentada a beira do balcão de minha mesa, com as pernas penduradas, mas ao balançar uma delas fez uma careta de dor, tentou levar as mãos à perna, mas sua careta só parecia aumentar, levou uma mão à cabeça e com a outra tocou a barriga enquanto grunhia de dor.  "Merlim! Ela está cheia de dor.. O que fazer? - perguntei-me, logo segurando o pergaminho em minhas mãos. - Bem, vamos lá.. Relidor! - pronunciei com a varinha apontada para a cabeça da estátua. Ela tirou sua mão da cabeça mas continuava a choramingar de dor, segurando o braço esquerdo perto do abdome, o qual provavelmente também estaria doendo. - Headolov! - mirei em sua perna  direita, à qual ela havia tentado segurar antes. Mais uma lida em meu pergaminho e achei um feitiço que provavelmente acabaria com toda aquela dor. Mirei para o abdome da estátua - Aneste.. - antes que eu pudesse terminar de pronunciar vi Lucas, com o mesmo feitiço, fazer sua estátua explodir. Soltei uma risada, tanto pela carate que ele fez para mim quanto pela felicidade de eu não cometer o mesmo erro. "Foi quase.."

- Não sei se este feitiço te explodiria assim como explodiu sua amiga.. Mas acho melhor não correr o risco!- cochichei para a estátua.. "Como se ela pudesse me ouvir!!" - pensei, mas estátua deu mais um gemido de dor que me fez dizer - Ok, ok.. Já vai!- suspirei. "Não acredito que estou a conversar com essa estátua.. Devo estar mesmo maluca!" - Headolov! - falei com a varinha apontada para a área de sua barriga. Para minha sorte a estátua não explodiu, então olhei para Lucas mais uma vez e sussurrei - Usa o Headolov.. - e assim ele fez, o que por sorte também deu certo. Voltei ao que estava fazendo antes. Movimentando a varinha e deixando-a apontada para a parte do tórax da estátua bradei - Relidor! Não sabia ao certo se deveria ter anestesiado por completo a estátua, mas aquela havia sido a maneira que achei para treinar mais do que um único feitiço, por isso, não estava tão preocupada com qual fosse o resultado. "Pelo menos ela não mais reclama de dor.. Acho que acabei!" - e caso não tivesse acabado, teria que ficar daquele jeito mesmo. A aula já havia chegado ao seu fim. Dobrei meu pergaminho e coloquei dentro de minha mochila enquanto a docente recolhia as estátuas. Eu mal havia percebido o quanto aquilo havia sido cansativo e trabalhoso até perceber que estava com muita fome.. Ou talvez fosse apenas minha parte gulosa falando mais alto, afinal, os lanches da Tia Lillie eram sempre os melhores. Peguei um copo de suco e comi alguns cookies antes de me despedir da professora e sair da sala junto com os outros alunos.
Pergaminho:


Feitiços Medicinais

Ferula:  materializa ataduras.
Episkey:  cura machucados simples como pequenos cortes.
Asclépio: tem o mesmo efeito do Episkey mas funciona apenas com cortes.
Ennervate: serve para acordar pessoas desmaiadas. É muito usado para despertar pessoas que foram estuporadas.
Relidor: serve para aliviar a dor. Não cura totalmente, mas ajuda a suportar.
Anestecsi: anestesia uma pessoa que se encontra em desespero pelo machucado ou pela dor.
Headolov: anestesia completamente apenas um membro do corpo por vez com uma luz azul turquesa.
Eu || Outros || Pensamentos



Jhessy Pierce Cavendish Schwartz
Recém-formada em Hogwarts.  Metamorfomaga em ascensão. Nerd, louca e bipolar. Indecisa e aventureira. ♥


avatar
Jhessy Pierce Cavendish
Data de inscrição :
14/05/2013

Mensagens :
1222

Idade :
21


Ficha do Personagem
Ano Escolar: Completo
Patrono: Felosinha-ibérica
Casa: Corvinal
HOG » Professora de Poções

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 1ª Aula de Feitiços

Mensagem por Lillith Villeneuve em Dom 30 Jun 2013 - 8:00



Encerramento da 1ª aula de Feitiços

Lucas – 9 – EE – Como sempre, um post divertido e criativo. Acho que poderia ter escrito mais. Explorado mais a prática da aula. Abuse da criatividade e “pratique” mais na próxima aula.

Gary – 8 – EE – Você ainda está com aqueles probleminhas de pontuação e concordância. Percebi que você escreveu com pressa, pois engoliu algumas palavras. Mais atenção na próxima aula.

Jhessy – 9,5 – O – Muito boa a postagem! Parabéns! Não levou um 10, porque faltaram algumas coisinhas poucas. Na próxima aula, eu duvido que não seja 10!


Pontos Extras


Os alunos Jhessy e Lucas fizeram excelentes postagens e, por esse motivo, angariaram 15 pontos para suas casas cada.
A Lufa-Lufa, a Grifinória e a Corvinal angariaram 25 pontos cada pelo desempenho de seus alunos.


Pontos Extras Totais


Grifinória: 29 pontos
Sonserina: 0 ponto
Corvinal: 45 pontos
Lufa-Lufa: 44 pontos


avatar
Lillith Villeneuve
Data de inscrição :
24/05/2013

Mensagens :
111

Idade :
37


Ficha do Personagem
Ano Escolar: Concluído
Patrono: Coiote
Casa: Corvinal
RPG » Adulta

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 1ª Aula de Feitiços

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum