Ambientação
Todo ser humano necessita de algo em que acreditar para que sua vida tenha algum sentido. Seja em vários deuses ou em um só ou até mesmo na inexistência de qualquer deus. Seja no bem, no mal, na vida após a morte ou em magia. Independente de qualquer que seja a crença, os humanos movem suas vidas em função dela. Entretanto, há um tipo especifico de humanos que têm a magia não como uma crença abstrata, mas como sua maior realidade.

A comunidade bruxa europeia vive em paz há algum tempo, desde que o Ministério conseguiu frustrar os planos da Irmandade das Trevas. Os comensais que sobreviveram ao rompante de raiva de seu chefe foram mandados para Azkaban para receberem o beijo dos dementadores. Porém os aurores não conseguiram capturar o líder da Irmandade, que anda livre pelo mundo já recrutando um novo exercito.

Não diferente, o Ministério da Magia já treina novos aurores para suprir a baixa que foi deixada pela última batalha contra os bruxos das trevas. Os chefes dos departamentos não mais estão fazendo vista grossa para os acontecimentos anómalos que outrora assombraram suas rotinas. O ministro em si se encarrega dos assuntos mais sérios e as pilhas de papeis em sua mesa estão cada vez menores.

Em Hogwarts, os antigos clubes de duelos e de poções foram reativados, mas não com a antiga ideologia de apenas aprendizado e lazer, e sim com a mascarada didática de treinar os alunos em combate, defesa e o que mais for necessário para prepara-los para uma futura batalha contra o mal.

Os sinais estão claros para as autoridades, os bruxos das trevas se movem à surdina e os jovens estudantes do castelo de Hogwarts são preparados para a guerra sem nem mesmo notar. Os dias sombrios estão por vir novamente. Bruxos, empunhem suas varinhas e as segurem bem, pois elas serão suas maiores e melhores aliadas nos dias futuros.
Data on
Ano: 2019
Mês: Outubro
Novidades

Em breveCampeonato de Quadribol

Últimos assuntos
» [RP]
Ter 6 Jun 2017 - 15:36 por Joshua B. Connington

» Votações - Abril e Maio
Seg 5 Jun 2017 - 2:20 por Sarff

» [RP]
Dom 4 Jun 2017 - 10:46 por Anastasia Kinsky

» [RP] Seven Nation Army
Sex 2 Jun 2017 - 3:07 por Edward Fourrié Schwartz

» Solicitação de Missões
Sab 13 Maio 2017 - 20:23 por Chai K. Schwartz

» Liga de Quadribol
Dom 7 Maio 2017 - 19:17 por Sarff

» Sistemas do Fórum
Dom 7 Maio 2017 - 18:04 por Sarff

» [rp] She is supreme
Qua 15 Fev 2017 - 20:16 por Aaliyah Brussel Lancaster

» Tabela de Conversão e Ações de PPH's
Seg 13 Fev 2017 - 3:27 por Tétis

» [RP] Just another day
Dom 29 Jan 2017 - 19:02 por Convidado

Staff
Sarff
Danorum
Narrador
Tétis
Manchetes do Profeta
Entrevistacom o Ministro da Magia.
Nóticiassobre a Liga de Quadribol.
Awards
BRANDON CARTWRIGHT
Aluno mais esforçado
IVY SCHWARTZ
Melhor profissional
NIKOLAI DIMITROFF
Drama king
EDWARD SCHWARTZ
O pegador
ANNE & LILY
Melhor dupla
Ksenia & Marijuana
RP mais quente
Parceiros
Créditos
Todo conteúdo contém exclusivamente seus criadores, quaisquer retiradas devem ser creditadas. Este fórum é a terceira geração que se iniciou no Aresto Momentum e depois se tornou Potterhead, seguindo algumas de suas ideologias, sistemas e projetos. Este RPG é feito em nome do PH e toda sua colaboração para o mundo Rpgista Potteriano. Skin feita por Hardrock de Captain Knows Best e adaptada por Danorum.

Licença Creative Commons

1ª Aula de HdM

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

1ª Aula de HdM

Mensagem por Tétis em Ter 11 Jun 2013 - 19:20

História da Magia

Aula I
avatar
Tétis
Data de inscrição :
12/05/2013

Mensagens :
2114


RPG » Administrador

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 1ª Aula de HdM

Mensagem por Nataly Killer Cavendish em Dom 16 Jun 2013 - 0:45



Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts
Professeur: Mlle Nataly Killer Cavendish --- História da Magia-- Primeira Guerra Bruxa



A manhã havia sido corrida. Todas as sextas-feiras são como uma maratona. Aula o dia inteiro, para todos os anos. Exausta, agradeci a Merlim quando tocou a sineta para o almoço. Seria o único tempo livre que eu teria, até a hora do lanche. O dia estava particularmente frio, o que me levava a concluir o por que da indisposição de muitos, inclusive eu.' Preciso passar na enfermaria, acho que devo ter pego uma gripe bruxa.'. Na ala médica, a enfermara me receita um xarope de gosto amargo, me faz arrepiar os cabelos da sobrancelha! Decido que o melhor é ir ao dormitório dos professores, descansar um cado. Passados alguns minutos por lá, em sono profundo, não me dou conta de que devo estar em sala de aula. Desperto em um pulo, olho em meu relógio de bolso, estou ligeiramente atrasada.'Raine (Que raiva)'!Agarro meu sobretudo na cabeceira da cama, minha varinha e rumo para a sala de História da Magia, descendo as escadas o mais rápido que posso. Consigo chegar a tempo de fazer minha meditação.

Passado-se vários minutos, o típico alvoroço é formado do lado de fora da sala. Olhando no relógio de bolso, termino a contagem regressiva e olho para a porta, fazendo-a abrir. Os alunos adentram aos cochichos e antes de o alvoroço aumente, me  levanto de minha mesa e fico diante da classe.

-Bonjour! Bom dia a todos. Sou a senhorita Nataly Killer Cavendish, em hipótese alguma me chamem pelo meu primeiro nome. Aqui sou a Senhorita Cavendish, Professora Cavendish, mas nunca, Nataly. Lecionarei a vocês História da Magia. -Faço uma pausa. Volto rapidamente a frente da turma. -Antes de mais nada, quero informá lhes que não estou aqui para ser amiga de aluno. Minha relação com vocês é apenas dentro da classe. Fora daqui, venham a mim apenas se for para sanar alguma dúvida grave, e quando eu digo grave, é questão de vida ou morte. -Franzo a testa, encosto as mãos em minha mesa, de frente para a classe, inclinando meu corpo para frente. -Durante a aula, não quero ouvir nada além do som de meus saltos ou de suas penas escrevendo sobre o pergaminho. Não exitarei em tirar nota de ninguém. -Olho para a porta, ela se fecha, um aluno fica do lado de fora, se lamentando. -Surpresos? Sim! Sou telecinética! E aquela porta -aponto-a - só será aberta as sete e cinquenta, não mais e não menos. Quero que respeitem, fazendo o máximo de silêncio enquanto estiverem aguardando. A mesma será fechada as oito e dez em ponto. - Volto para frente de minha bancada, com as mãos para trás. - Alunos aqui serão tratados por iguais. Não importa se é filho de fulano, irmão de sicrano, conhecido do irmão do avô de seu cachorro! TODOS serão avaliados da mesma maneira. - Ando até uma bancada, arrumo a gravata (a) aluno (a).-O uniforme de vocês deve estar sempre impecáveis. - O salto de meu sapato cria um som agudo quando toca o solo, sento-me em minha cadeira. -Para começar, quero que cada um se apresente. Nome, nacionalidade e equipe é suficiente. A começar pelo senhor (srta). -Aponto para o primeiro (a) aluno (a) da banca. Ouço atentamente a apresentação de cada um. Dou início a minha aula.

Gracejo a minha varinha e faço aparecer em letras cursivas “A Primeira Guerra Bruxa” que logo se dissipam.

-Quarto ano, estaremos focados durante o ano letivo no tema em questão. O assunto é amplo, por isso, o dividirei durante as aulas. Peço que peguem penas e pergaminhos para que possamos começar a aula. -Apanho o copo de água que se encontrava em minha banca e bebo boa parte do líquido. Começo. -Anotem o pontos que acharem relevantes. Bem, em 233-DC os Duendes e Magos da Categoria Finélius resolveram protestarem pela pobreza dos mesmos. Os salários máximos chegavam a até 100Nuques por mês, enquato o Povo Nóbelus, Egípcio e o Povo Racitus ganhavam no salário de no mínimo 800 Nuques. Ainda não havia os galeões e Sicles, a única moeda independente era o Nuque. - Passo a caminhar pelo meio da sala- Depois do Reinado de  no Egito, o Povo Anuquén se juntou ao Povo Finélius e formaram um povo mais forte, a União Branquietal.- Apanho uma bolinha que um aluno (a) havia jogado a outro. Prossigo -Depois dessa união o Salário era divido com os Duendes e os outros povos não concordavam. A União Branquietal foi aumentando território e dominou toda a Inglaterra, com isso o povo Nóbelus ficou bravo por ter quase a metade das terras dominadas. -Começo a ler o bilhete apanhado em voz alta. -Príncipe (a), eu te amo! Você está mais lindo (a) a cada dia que passa. Nos encontramos no lanche! -Guardo o papel no bolso enquanto a classe ria e os alunos se encolhiam em suas bancas. -Que meigo! -Falo com ar de deboche. -Silêncio o resto da turma.- Volto a minha narrativa. -Nessa época, o Povo da Idade Média (Trouxas), ainda não conhecia o povo bruxo, porém o Povo bruxo também não conhecia Povo Trouxa. Assim os Egípcios, os Nóbelus e os Racitus, formaram um exército para trazer de volta as terras do povo Nóbelus enquanto os Branquietais e Duendes se uniram para que eles tenham direitos iguais. -Volto para a frente da classe. -Com o poder da Varinha Mágica, e ressalto que ainda não existiam maldições imperdoáveis, ou feitiços muito perigosos, e, de Espadas eles duelavam e matavam. O Líder dos Branquietais morreu por um dos soldados Egipcios e o filho dele Emanuel Spisouz  omou o lugar do Antigo Lider. -Tomo outro gole de água. -Xhozey Flamel Elaý Bahiosêh, o Chefe do Plano, que trabalha para os Nóbelus foi assassinado por Xhosey e a guerra foi vencida pelos Duendes e Branquietais. A Guerra durou de 239 à 251. -Me sento em minha banca. -OsTrouxas chegaram a invadir as terras, mas morreram sendo confundidos pelo time oposto. -Apanho o meu diário e faço a chamada. -Tarefa de casa. -Aguardo as típicas reclamações, mas elas não chegam. -Incrível, estou impressionada. Primeira classe que não reclama da tarefa para casa. Por esse motivo, os liberarei de tal tarefa, hoje. -A classe comemora. -Estão dispensados. Saiam todos no mais absoluto silêncio. -Ao ver que todos saíram, me tranco na sala.





Nataly Killer Cavendish -MinistèreMinistre de la Magie Kurt mon :star:-Je t'aime, Will!  
   

Ma Vie:




avatar
Nataly Killer Cavendish
Data de inscrição :
12/05/2013

Mensagens :
47

Idade :
36


Ficha do Personagem
Ano Escolar: Concluído
Patrono: Cisne Negro
Casa: Corvinal
RPG » Adulta

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 1ª Aula de HdM

Mensagem por Lucas B. Villeneuve em Seg 17 Jun 2013 - 4:48



1ª aula de História da Magia

O frio da manhã daquele dia havia, da maneira mais repentina aceitável por humanos, se tornado menos frio. A droga do sol, que estava tímido e escondendo-se atrás de nuvens cinzentas, agora queria ser rei, queria se mostrar pra todo mundo, fazendo tudo ficar abafado. Eu, acho que pela primeira vez no ano, vesti roupas mais leves e numa quantidade menor. Erro número 1. Não demorou nada e o frio voltou a imperar. “Sério mesmo isso?” Felizmente o almoço era minha próxima felicidade.

Eu não sabia se andava para a sala de História da Magia ou se eu rolava. Comi tanto que estava a ponto de explodir. Minha priminha, Chris, me olhava meio assustada enquanto eu devorava um pedaço de frango e ornava tudo com suco de maracujá. – Isso sim é almoço! Frango assado, purês variados e suco de maracujá! Valeu, Merlim! – Ela apenas ria do primo bobalhão que tinha. Eu realmente me orgulhava muito de ser tão próximo dela. Na verdade, éramos mais como irmãozão e irmãzinha. Enfim, a matéria mais chata do mundo me esperava. "Ah não! HDM não!” E eu estava louco por mais um golinho de suco de maracujá e talvez uma aulinha melhor.

Eu me encontrava num estado de tanta preguiça que não tinha como dar dois passos sem dar uma reclamadinha e um muxoxo. A fria Hogwarts se tornara um verdadeiro lar do soninho. Quando cheguei ao lugar da aula, senti uma carga de sonolência maior do que a que eu já sentia tomar conta do meu perfeito corpinho. Sentei-me numa cadeira na frente. Erro número 2. Quando tentei recostar minha cabeça, a professora bateu a porta de maneira estrondosa. Assustei-me tanto que disse – Não, a lua, não! Por favor, não! A lua não! – Mas, graças à tintura dos cabelos brancos de Morgana, acho ninguém ouviu. A professora andou em frente a todos parecendo a Dama Cinzenta pairando pelos corredores. Ela já era branquinha e aquela sala bizarra combinada com minha visão estranha devido ao sono a faziam parecer mais branca ainda e mais parecida com a Dama.

A professora Cavendish não parecia mulher de brincadeira. Acho que pelo fato de ela ser nova na escola, pediu para que nos apresentássemos. Pois bem, eu estava mais perto dela então ela me escolheu. Levantei-me majestosamente imitando um rei meio afeminado, o que arrancou alguns risinhos e um olhar fulminante da professora. Iniciei minha apresentação: – Olá todos! Sou Lucas Bringstrow Villeneuve, texugo com orgulho. Sou meio francês meio britânico. Meu pai era francês e minha mamãe é daqui. – Eu sei que ela não pediu, mas eu estava afim de irritar a professora durona e continuei falando. – Bom, eu amo suco de maracujá. Acho que não existe ser vivente ou mortente nesse mundo que ame mais suco de maracujá do que eu. – Devaneei um pouco sobre o néctar dos deuses. – Enfim, eu penso em ser cantor, mas também quero ter minha loja de doces, comidas e bebidas de maracujá, sei lá. Ainda vou me decidir. – Fiz um gesto de descaso com a mão esquerda e me sentei. Ao fim das apresentações, a professora Cavendish fez um discurso sobre uma pá de coisas que eu nem prestei atenção. Aquela era a aula de HdM, não tem como ficar focado o tempo todo. Qualquer coisa, depois eu pediria ajuda Jhessy.

Falando nela, enquanto a docente caminhava entre as carteiras e murmurava sua inacabável ladainha histórica sobre os Branquietais, os duendes e uma galerinha que guerreava por salários melhores, a corvina nerd resolveu escrever um bilhetinho para alguém, mas ele foi interceptado pela Srta. Cavendish no momento em que ela atirou não sei para onde. – Príncipe, eu te amo! Você está mais lindo a cada dia que passa. Nos encontramos no lanche! – A professora leu em alto e bom tom. Rachei o bico discretamente pelo mico que ela estava pagando e pela breguice do recadinho. “Obrigado de novo, Merlim, que essa parada não é pra mim!” A aula continuou na mais normal monotonia.

A professora Cavendish tinha uma voz que dava muito sono. Eu bocejei umas cinquenta vezes enquanto ela falava de costas para mim. Foram longos momentos em que ela falava da I Guerra Bruxa, que foi entre uma galera rica e uma pobre, que só tinha nuque naquela época, daí os duendes entraram e ajudaram um lado a matar o líder do outro para vencer a guerra e os trouxas que se meteram no meio acabaram mortos. Depois de tanta matéria, uma notícia boa: como não reclamamos de dever de casa, não recebemos um! No mais absoluto silêncio, levantei com meus colegas de sala e saímos dali o mais rápido possível ao final da aula.


Eu | Narração | Outros | "Pensamentos"


IN THE TOWN WHERE I WAS BORN, LIVED A MAN WHO SAILED THE SEA. AND HE TOLD US OF HIS LIFE IN THE LAND OF SUBMARINES, SO WE SAILED ON TO THE SUN TILL WE FOUND THE SEA OF GREEN AND WE LIVED BENEATH THE WAVES IN OUR YELLOW SUBMARINE.
badger • professor • werewolf • thanks
avatar
Lucas B. Villeneuve
Data de inscrição :
24/05/2013

Mensagens :
366

Idade :
20


Ficha do Personagem
Ano Escolar: Concluído
Patrono: Urso Panda
Casa: Lufa-lufa
RPG » Adulto

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 1ª Aula de HdM

Mensagem por Jhessy Pierce Cavendish em Ter 25 Jun 2013 - 21:14

4º ano - História da Magia - Aula #1

Mais uma manhã havia se passado, calma e chata como todas as outras. O que havia me ajudado a manter o bom humor foi a aula antecedente ao almoço. Por mais que eu não gostasse muito da matéria, sempre me divertia nas aulas de Defesa Contra as Artes das Trevas.  Já era hora do almoço e todas as mesas estavam cheias com seus respectivos alunos e muitas conversas entre eles. Após comer um pouco de purê e alguns pedaços de frango assado, investi em pedaços exagerados de pudim. Sim, um pequeno vício meu é o pudim. Karina e Mel me acompanharam, com pedaços menos exagerados, é claro. - Depois engordam e não sabem por que.. - indagou uma voz aguda à algumas pessoas de distância de mim. Nós três olhamos para o lado para encarar Clover que sussurrava com algumas meninas, troquei um rápido olhar com Karina e reviramos os olhos. - Bem.. Já estou satisfeita! Vou já subir para a sala, vocês vem? - perguntei enquanto terminava mais um copo de suco de abóbora. 


Juntas, caminhamos até a escadaria e subimos alguns lances de escada enquanto combinávamos sobre uma possível noite do pijama no dormitório femininos da Corvinal. Depois de alguns planinhos e muitas risadas, Mel separou-se de nós rumando a sua próxima aula e uma pensamento um tanto quanto chato veio à minha mente. - Essa não! Esqueci o livro na comunal.. Vou buscar! Te vejo na aula! - falei para minha companheira de casa e sala enquanto ia me afastando, pulando de dois em dois degrais para chegar mais rápido. "Ai meu santo Merlin! A professora Vivyan é legal, mas creio que não gostará de atrasos em sua aula!" - tagarelava em minha mente enquanto procurava desesperadamente por meu livro. - Ufa! - suspirei ao achar o livro misturado com outros na enorme prateleira da sala comunal corvina. Corri pelo pequeno corredor e desci bruscamente as escadas, novamente pulando de dois em dois degraus, contando com a ajuda do corrimão para não me atirar no chão. Virei a direita e segui apressada pelo imenso e largo corredor, ignorando os olhares alheios. Avistei à frente os alunos adentrando a sala e soltei outro suspiro, não estava atrasada. 

Estava prestes a passar pela porta e cumprimentar Vivyan, professora do ano anterior, quando parei bruscamente. Se minha boca se abriu levemente me deixando literalmente de queixo caído, nem percebi. "Tia Nataly?? O que ela faz aqui? O que foi que eu perdi para não saber que minha madrinha iria dar aula aqui? Que iria dar aula para mim??" - me perguntei enquanto encarava-a. Sem mesmo perceber, passei a mão livre em alguns fios rebeldes que se rebelaram enquanto eu corria tentando colocá-los em seus lugares antes de entrar na sala, mas levando em conta que minha madrinha era professora de etiqueta em Beauxbatons e muito controladora com meu comportamento, daria para entender o por que daquele meu comportamento. Mais um supiro me escapou enquanto me dirigia à uma cadeira na segunda fileira, mas não sem antes dar um sorriso para minha mais nova professora.

Olhei para o lado vendo Karina sentada à uma mesa ao lado de Gary, mas antes que pudesse fazer qualquer comentário, a docente se levantou, atraindo a atenção de todos. Começou com a típica apresentação de todos os novos professores, mas logo evoluiu par algo bem mais severo. "Será que agora que ela é minha professora me tratará de maneira diferente, mesmo fora da escola??" - senti que um nó se formava em minha garganta. "Nada de barulhos nem conversas.." - fiz um pedido para que nenhum aluno da Corvinal inventasse de fazer qualquer coisa de inesperado durante a aula, perder pontos é o que menos precisávamos agora. A porta se bateu subitamente ao único olhar de minha madrinha, o que surpreendeu à muitos, que não sabiam de sua habilidade, mas a mim, o que me assustou foio barulho, como sempre.. "Não pode falar, não pode fazer barulho, e ficar assim até o final da aula mesmo que não tenha mais nada para fazer.. Não posso reclamar! Ela é minha madrinha? Sim! Mas é minha professora também de agora em diante, e se eu reclamo, tenho absoluta certeza de que ela ainda contaria para Britt.. Tia Soph, Tia Nataly e mana Britt a me vigiar pela escola.. Sei que não sou uma aluna encrenqueira, muito pelo contrário, mas.. Ser vigiada em todos os cantos do castelo não dá, né?" - guardei todo quele pensamento para mim enquanto a docente explicava que todos seriam avaliados como iguais e o nó em minha garganta aumentou. Olhei discretamente enquanto ela ajeitava a gravata de um garoto sentado na fileira da frente, e vi quando ela apontou para Lucas, pedindo para que ele iniciasse as apresentações e soltei um risada baixinha com a cena que ele armou.

- Olá pessoal! Me chamo Jhessy Pierce Cavendish, e pertenço à Corvinal. - falei num doce tom assim que havia chegado minha vez. Falei pouco, na verdade quase nada, mas todos ali presentes me conheciam, e eu não estava afim de irritar a professora assim como outros engraçadinhos. Mais alguns breves discursos foram ouvidos antes que surgissem as palavras A Primeira Guerra Bruxa escritas no ar. "E que comece a tortura!" - resmunguei enquanto pegava uma folha de pergaminho, a pena e o tinteiro. A docente começou a explicação falando sobre Duendes e Magos que protestaram por serem pobres e ganhavam pouco enquanto outros ganhavam muito além do dobro do que eles ganhavam, e foi desde a primeira frase que comecei anotar os pontos importantes. "Pontos importantes.. Hunpf! Em História da Magia é melhor eu anotar tudo o que for possível! Quanto mais coisa para estudar depois melhor.." - minha mente teimava em tagarelar sozinha enquanto minha mão escrevia, e vez ou outra perdia o foco, tendo que confiar em um sexto sentido que me dizia as palavras que faltavam na frase.

Uma pequena olhadinha para o lado e percebi que Karina estava a cochilar em cima de seu pergaminho. "Merlin! É capaz de perdermos pontos se tia Nataly perceber isso!" - alertei-me e puxei logo uma folha de pergaminho em branco. Acorda a Karina, por favor!" foi o que eu escrevi no pergaminho. Com cautela amassei-o até tomar o formato de uma bolinha. "Merlin! Nunca me imaginei fazendo isso!" - olhei para o lado disfarçadamente. Pensei por um segundo em acertar Karina e acordá-la logo, mas ela estava longe.. Eu não acertaria. Voltei então para meu plano A: tacar a bolinha para que Gary lesse e fizesse o que eu pedia. Infelizmente, a falta de prática - fazer aquilo apenas quando queriam acertar meus primos para implicar com eles -  não me ajudou muito. A bolinha caiu ao lado da mesa do garoto, que nem notou. Tentei avisá-lo, mas quando ele finalmente olhou para o lado, foi para ver o que a professora pegava no chão ao seu lado. "Essa não!!" - meu coração disparou. A professora veria o bilhete - e provavelmente ela havia visto que eu havia jogado e eu levaria bronca - e ainda veria Karina dormindo - e provavelmente perderíamos pontos. Torci para que ela não abrisse o pergaminho enquanto ela falava sobre o por que de o povo Nóbelus ficou bravo. Minha esperança se foi quando ela o desamassou e se preparou para ler em voz alta. -Príncipe, eu te amo! Você está mais lindo a cada dia que passa. Nos encontramos no lanche! - terminou com um olhar debochado em minha direção. "O-que-foi-isso??!" - meus olhos se arregalaram de surpresa ao perceber o que ela havia feito. "Isso não está acontecendo.. Minha madrinha fazendo isso comigo?! Santo Zeus!" - encolhi-me na cadeira. "Claro que está fazendo.. Ela viu que fui eu quem tacou a bolinha e essa é sua maneira de me punir! Só pode!" Todos em volta começaram a rir e uma leve pontada de dor invadiu minha cabeça. Fechei os olhos por um segundo e puxei uma mecha de cabelo para tentar esconder minha face, como se aquele gesto fosse me retirar daquela situação, mas quando abri os olhos novamente entendi o por quê da dor, que por Zeus já havia se dissipado. Meus cabelos haviam adotado uma coloração rosada, assim como minhas bochechas.. Infelizmente, isso só deve ter atraído ainda mais olhares e risadas vindas das outras pessoas. 

A docente pediu silêncio e voltou a explicação, mas eu podia sentir alguns olhares ainda voltados para mim. Continuei a anotar mais alguns tópicos que julguei ser interessante, tentando fazer de conta que nada havia acontecido. A explicação terminou e eu apoiei meu rosto em um de meus braços, brincando com a pena sobre a mesa com a mão livre. - Aqui.. - respondi, enrolando uma mecha rosa de meu cabelo quando a professora chamou meu nome. Assim que já estava ciente de todos os alunos presentes na aula, ela anunciou que teríamos tarefa de casa. Revirei os olhos. "Depois de tudo, já era de se esperar!" - pensei, mas uma coisa me surpreendeu. "Os liberarei de tal tarefa, hoje", anunciou a docente. "Ao menos isso!" Juntei meu materiais e então soltei um ultimo suspiro antes de me levantar e sair apressadamente da sala, não queria aturar mais nenhum risinho, fosse por minha aparência ou pelo falso bilhete de minha madrinha.

Pergaminho:

A Primeira Guerra Bruxa

-> Em 233-DC os Duendes e Magos da Categoria Finélius resolveram protestar, poi recebiam salários que chegavam à no máximo 100Nuques por mês, enquanto o Povo Nóbelus, Egípcio e o Povo Racitus ganhavam no salário de no mínimo 800 Nuques;
-> Ainda não existiam os galeões;
-> União Branquietal: formada pelo povo Finélius  e o povo Anuquén;
-> Nessa época, o Povo da Idade Média (Trouxas), ainda não conhecia o povo bruxo e vice versa.
-> Os Egípcios, os Nóbelus e os Racitus, formaram um exército para trazer de volta as terras do povo Nóbelus enquanto os Branquietais e Duendes se uniram para que eles tenham direitos iguais;
-> O Líder dos Branquietais morreu por um dos soldados Egipcios e o filho dele Emanuel Spisouz  tomou o lugar do Antigo Lider.
->Os Trouxas chegaram a invadir as terras, mas morreram sendo confundidos pelo time oposto.
Eu || Outros || Pensamentos


Jhessy Pierce Cavendish Schwartz
Recém-formada em Hogwarts.  Metamorfomaga em ascensão. Nerd, louca e bipolar. Indecisa e aventureira. ♥


avatar
Jhessy Pierce Cavendish
Data de inscrição :
14/05/2013

Mensagens :
1222

Idade :
21


Ficha do Personagem
Ano Escolar: Completo
Patrono: Felosinha-ibérica
Casa: Corvinal
HOG » Professora de Poções

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 1ª Aula de HdM

Mensagem por Gary V. Lancaster em Qua 26 Jun 2013 - 15:59

1ª Aula de HDM

Apesar das poucas semanas de aulas a quantidade de deveres atrasados de Gary já eram alarmantes. O garoto tinha tirado aquela manhã para terminar todos os deveres que ainda faltavam, o lugar que escolheu para isso fora a ponte coberta. A tranquilidade e a ventilação do local tornava o local perfeito para esse  proposito.

Debruçado sobre alguns livros, lendo com atenção e rabiscando alguns tópicos num pergaminho, começava a colocar tudo em ordem.Quando finalmente terminou dobrou seus pergaminhos e fechou seus livros colocando ambos dentro da sua mochila "Agora preciso enviar esses pergaminhos". Observou o seu relógio já estava na metade do horário do almoço. Deu uma intensificada nos passos indo em direção ao corujal, da onde onde estava a maneira mais rápida de se chegar ao corujal seria pela ponte suspensa que tinha uma subida difícil. Quando chegou a morada das corujas estava ofegante procurou por Arrow sua coruja não demorou muito para que o grifino lhe avistasse saindo de uma casinha no alto - Olá Arrow! - após um carinho sobre a cabeça da ave o garoto atou os pergaminhos - Leve isso para o tio Kenton tá bem? - Arrow logo levantou voo. Ele deu mais uma espiada no seu relógio precisava ser rápido no almoço ou se atrasaria para a aula de História da magia.

[...]

Correndo pelos corredores indo em direção a sala de História da magia, Gary carregava numa mão um copo com água, que com a sua presa entornava um pouco nas vestes, e com a outra mão escovava os dentes no caminho usava a água do copo para bocejar teve que para sobre uma janela para cuspir "só espero que não pegue em ninguém" com o restante da água limpou a escova despejando pela mesma janela. Limpou a boca nas vestes e colocou a escova de volta a um dos pequenos bolsos da sua mochila.

Quando se aproximou da entrada da sala observou seus colegas entrarem. Entrou no aposento já se direcionando a uma cadeira vazia próxima a sua prima Karina. O garoto observou a sua nova professora com atenção. Ela era bonita, mas por trás de sua carinha de anjo ela tinha uma voz autoritária e isso ficou claro pela sua apresentação seu nome era Nataly Killer Cavendish. Após usar sua mente para fechar a porta da sala deixando um aluno choramingando do lado de fora a mesma pediu que a turma se apresentasse. Gary fora o último a fazer a apresentação - Meu nome é Gary Villeneuve Lancaster, britânico e esse escudo diz que sou da Grifinória!! -

A sra. Cavendish como preferia ser chamada disse que lecionaria durante todo o ano sobre a primeira guerra bruxa. Gary tirou outro rolo de pergaminhos junto com algumas penas "precisarei encomendar mais pergaminhos da Penas Escribas". Em 233 d.c os baixos salários fizeram com que os duendes e os magos da categoria finélius esses últimos se uniram ao povo Anuquén formando a União Branquiental "Eu lembro deles foram grandes conquistadores" isso a docente confirmou logo depois. Nessa hora a Sra. Cavendish passou pela cadeira do grifino que copiava aquilo que a mesma falava ela pareceu se interessar por alguma coisa no chão, uma bola de papel ela desembrulhou e começou a ler o conteúdo em voz alta, as palavras não vaziam sentido para o garoto, mas não conseguiu disfarça a vergonha por toda a turma olhar para ele, nessa hora o garoto olhou para Jhessy que parecia se encolher na cadeira, mas o que mais chamou a atenção do bruxo era a mudança de cor do cabelo da corvina que estava num rosa vivo.

Gary agradeceu mentalmente quando a professora pediu para que a turma se calasse e voltou a sua matéria. Naquela época bruxos e trouxas não faziam a menor ideia da existência um do outro os povos Nóbelus e Racitos se uniram tentando reconquistar o território dos Nóbelos perdido para a União Branquietal esses por sua vez se uniram aos duendes "ai o circo tava armado" concluiu numa nota mental.

No final da aula ela anuncia um dever de casa, porém ninguém reclamou os alunos de Hogwarts estavam mais que acostumados com isso, mas ainda teve mais uma surpresa pela falta de reclamações por parte da turma ela cancelou a atividade "Graças a Merlin!". Gary organizou seu material e deixou a sala de História da magia para trás.


pergaminho:
Primeira guerra bruxa
Fatos históricos importantes
Grande desigualdade salarial entre determinadas classes bruxas.
Perca de território Nóbelus para a União Branquietal (Finélius e Anunquén)
Assassinato do Líder egípcio.

Curiosidades
Nessa época ainda não existia Galeões



avatar
Gary V. Lancaster
Data de inscrição :
17/05/2013

Mensagens :
1350

Idade :
20


Ficha do Personagem
Ano Escolar: Completo
Patrono: Lobo das malvinas
Casa: Grifinória
HOG » Professor de DCAT

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 1ª Aula de HdM

Mensagem por Nataly Killer Cavendish em Dom 30 Jun 2013 - 17:55

Notas - 1º Aula
---Professeur: Mlle Nataly Killer Cavendish
Classe: Etiquette
Première Année

Após avaliação das atividades, sabendo que N1 (Nota do post em sala) + N2 (Nota da Tarefa para Casa) / 2 = X segue meu parecer. A saber:


Corvinal

Senhorita Jhessy Pierce Cavendish

Sua postagem foi impecável. A sua criatividade em criar uma situação através de minha ação me fascinou. Parabéns. Um dos melhores posts de todos os anos avaliados.

Nota Final: 10,0 + 10 pontos de bonificação pela nota



Grifinória

Senhor Gary V. Lancaster

-Bom post, porém perdeu nota pelo tamanho da fonte utilizada, que foge da padrão. A aula não precisa ter quantidade, e sim, qualidade.

Nota Final: 8,0 + 10 pontos de bonificação pela nota


Lufa-Lufa

Senhor Lucas B. Villeneuve

-Bom post. Desenvolva mais a aula.

Nota Final: 9,0 + 10 pontos de bonificação pela nota


-------------------------------------------


-O aluno que melhor se sair em classe leva + 5 pontos para sua equipe:Senhorita Jhessy Pierce Cavendish
-O aluno com o post mais bem estruturado leva + 5 pontos para sua equipe: Senhorita Jhessy Pierce Cavendish
-O aluno que me surpreender leva + 10 pontos para sua equipe: Senhorita Jhessy Pierce Cavendish


Total de Pontos Extras

Corvinal: 40 pontos
Grifinória: 10 pontos
Lufa-Lufa: 10 pontos
Sonserina: Não houve pontuação extra.



* Dúvidas MP !



GrataPela Atenção!Boa semana a todos !!!



Nataly Killer Cavendish -MinistèreMinistre de la Magie Kurt mon :star:-Je t'aime, Will!  
   

Ma Vie:




avatar
Nataly Killer Cavendish
Data de inscrição :
12/05/2013

Mensagens :
47

Idade :
36


Ficha do Personagem
Ano Escolar: Concluído
Patrono: Cisne Negro
Casa: Corvinal
RPG » Adulta

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 1ª Aula de HdM

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum