Ambientação
Todo ser humano necessita de algo em que acreditar para que sua vida tenha algum sentido. Seja em vários deuses ou em um só ou até mesmo na inexistência de qualquer deus. Seja no bem, no mal, na vida após a morte ou em magia. Independente de qualquer que seja a crença, os humanos movem suas vidas em função dela. Entretanto, há um tipo especifico de humanos que têm a magia não como uma crença abstrata, mas como sua maior realidade.

A comunidade bruxa europeia vive em paz há algum tempo, desde que o Ministério conseguiu frustrar os planos da Irmandade das Trevas. Os comensais que sobreviveram ao rompante de raiva de seu chefe foram mandados para Azkaban para receberem o beijo dos dementadores. Porém os aurores não conseguiram capturar o líder da Irmandade, que anda livre pelo mundo já recrutando um novo exercito.

Não diferente, o Ministério da Magia já treina novos aurores para suprir a baixa que foi deixada pela última batalha contra os bruxos das trevas. Os chefes dos departamentos não mais estão fazendo vista grossa para os acontecimentos anómalos que outrora assombraram suas rotinas. O ministro em si se encarrega dos assuntos mais sérios e as pilhas de papeis em sua mesa estão cada vez menores.

Em Hogwarts, os antigos clubes de duelos e de poções foram reativados, mas não com a antiga ideologia de apenas aprendizado e lazer, e sim com a mascarada didática de treinar os alunos em combate, defesa e o que mais for necessário para prepara-los para uma futura batalha contra o mal.

Os sinais estão claros para as autoridades, os bruxos das trevas se movem à surdina e os jovens estudantes do castelo de Hogwarts são preparados para a guerra sem nem mesmo notar. Os dias sombrios estão por vir novamente. Bruxos, empunhem suas varinhas e as segurem bem, pois elas serão suas maiores e melhores aliadas nos dias futuros.
Data on
Ano: 2019
Mês: Dezembro
Novidades

Em breveCampeonato de Quadribol

Últimos assuntos
» [RP] kingdom come
Ter 17 Out 2017 - 21:22 por Edward Fourrié Schwartz

» Tabela de Conversão e Ações de PPH's
Dom 15 Out 2017 - 23:09 por Chronos

» [RP] Seven Nation Army
Dom 15 Out 2017 - 2:27 por Serena D. Cartwright

» [RP] La nostalgie c’est le désir d’on ne sait quoi…
Sab 14 Out 2017 - 17:04 por Joshua B. Connington

» [RP] Work work work
Ter 6 Jun 2017 - 15:36 por Joshua B. Connington

» Votações - Abril e Maio
Seg 5 Jun 2017 - 2:20 por Sarff

» [RP] I have loved the stars too fondly to be scared of the night
Dom 4 Jun 2017 - 10:46 por Anastasia Kinsky

» Solicitação de Missões
Sab 13 Maio 2017 - 20:23 por Chai K. Schwartz

» Liga de Quadribol
Dom 7 Maio 2017 - 19:17 por Sarff

» Sistemas do Fórum
Dom 7 Maio 2017 - 18:04 por Sarff

Staff
Sarff
Danorum
Narrador
Tétis
Manchetes do Profeta
Entrevistacom o Ministro da Magia.
Nóticiassobre a Liga de Quadribol.
Awards
BRANDON CARTWRIGHT
Aluno mais esforçado
IVY SCHWARTZ
Melhor profissional
NIKOLAI DIMITROFF
Drama king
EDWARD SCHWARTZ
O pegador
ANNE & LILY
Melhor dupla
Ksenia & Marijuana
RP mais quente
Parceiros
Créditos
Todo conteúdo contém exclusivamente seus criadores, quaisquer retiradas devem ser creditadas. Este fórum é a terceira geração que se iniciou no Aresto Momentum e depois se tornou Potterhead, seguindo algumas de suas ideologias, sistemas e projetos. Este RPG é feito em nome do PH e toda sua colaboração para o mundo Rpgista Potteriano. Skin feita por Hardrock de Captain Knows Best e adaptada por Danorum.

Licença Creative Commons

3ª Aula de Poções

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

3ª Aula de Poções

Mensagem por Tétis em Qui 6 Jun 2013 - 21:54

Poções

Aula III
avatar
Tétis
Data de inscrição :
12/05/2013

Mensagens :
2114


RPG » Administrador

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 3ª Aula de Poções

Mensagem por Jerôme Villeneuve em Seg 22 Jul 2013 - 17:59

Potions

Senti-me revigorado após alguns goles de um quente café. Cumprimentei meus companheiros de trabalho, iniciando uma proveitosa conversa com o professor Kenton, o herbólogo. Nós possuíamos certa aptidão para Poções e Herbologia, o que gerou uma discussão saudável. Beberiquei do café em curtos intervalos de tempo e, geralmente, Kenton bebe suco de abóbora. Enfim, é sabido, para mim, que devo organizar alguns ingredientes para deixar a procura do primeiro ano mais prática e rápida, então me levantei, me despedindo de Kenton e dos demais. Irrompi nas masmorras, sentindo o cálido ar e o relevo das pedras em meus pés. Encontro-me, por instantes, à frente da porta, preparando-me para entrar. Pensei, enquanto adentrava, em quais fotografias os alunos trariam.

[Interpretem como se minha pessoa, professor Joseph, solicitou uma fotografia trouxa; ou seja, sem movimento para a próxima aula que, no caso, é esta.].

Assim que o fiz, marchei até o armário rústico – o mesmo com o perímetro em tons de marrom escuro, adornado para a época em que fora criado —, organizando as etiquetas; retirando os ingredientes usados pelos alunos anteriores ao almoço. Em seu lugar, então, etiquetei todos os ingredientes necessários para o preparo da Poção Fotográfica. Meus pés me levaram até minha mesa de carvalho, também escuro, e sustentei o corpo em tal, aguardando uma razoável quantidade de alunos chegarem, o que é habitual.

Uma boa tarde, primeiro ano — bradei. Todos, pelo visto, já estavam em seus devidos lugares, retirando pergaminhos e penas, causando os ruídos vindos dos instrumentos. — Hoje, sem delongas, iremos preparar uma Poção Fotográfica. Tal poção é capaz de nada mais, nada menos, fazer com que as fotos trouxas se movimentem. Espero que estejam com suas fotografias. Aqueles que não estiverem, há algumas no armário ao fundo, vão buscar — observei alguns alunos, poucos, se levantarem e marcharem ao armário, voltando, instantes após, com uma fotografia qualquer. As mesmas eram de nascidos-trouxas comuns, os quais os alunos não conheceriam. — As instruções estão no quadro. Elas estão claras de fácil entendimento. Os ingredientes e ferramentas estão no armário ao fundo, excluindo o chifre de unicórnio, vocês devem pedir o mesmo para mim. Bom, para qualquer dúvida, me questionem.

Instruções contidas no quadro:
Ingredientes:
— Meio caldeirão de vinagre;
— Três penas de fênix;
— Duas penas de um águia de fogo;
— Um galho de três de uma figueira cáustica da abissínia;
— Um raio de luar;
— Três raios de sol púrpura.

Modo de Preparo:

Já com o meio caldeirão de vinagre, espero-o ferver e, aos poucos, coloquem cada ingrediente. Coloquem as penas de fênix primeiro; depois o cílio. Deixe-o cozinhar por 5,5 minutos. Em seguida, introduza os ingredientes restantes. Quando a dissolução de todos os ingredientes em seus determinados intervalos de tempo terminar, acrescente o chifre de unicórnio.

Os observei indo ao armário, acomodado em minha mesa. Então, com um leve baque, levanto-me e caminho pelo espaço entre as fileiras, analisando o desempenho de cada um.

Vários minutos após...

Entreguei os chifres para aqueles que já haviam terminado a primeira parte e os observei voltarem aos seus lugares. — Usem o frasco que está posicionado ao lado de vocês para depositar certa quantidade da poção, logo em seguida despeje-o sobre a foto. Façam com que o líquido banhe toda a superfície da fotografia. Caso a fotografia não absolva o líquido, é sinal de que não foi feito corretamente. Os frascos também estão no armário.

Poucos minutos depois...

Parabenizei os que conseguiram animar a fotografia, observando, também, o movimento das mesmas. Assim que a sineta tocou, os liberei.

Observações:
O prazo para o encerramento das postagens é até o dia 03/08;
Mandem-me MP para qualquer dúvida;
Escolham a foto e descrevam o movimento da mesma;
Ausência do table padrão pode causar perda de metade da nota.

Pontuação:

Vinte pontos para o (a) aluno (a) com melhor aula prática;
Vinte pontos para o(a) aluno (a) com melhor postagem quanto a estrutura.
avatar
Jerôme Villeneuve
Data de inscrição :
12/05/2013

Mensagens :
68

Idade :
30


Ficha do Personagem
Ano Escolar: Concluído
Patrono: Morcego Nariz de Porco
Casa: Sonserina
MIN » Superior

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 3ª Aula de Poções

Mensagem por Brandon S. M. Drakhale em Ter 23 Jul 2013 - 0:04

"O que era inerte, agora tem vida."


Após o almoço, Branodn se dirigiu à última aula de poções do ano. Os corredores estavam cheios de alunos, alguns mais fervorosos e entre amigos, outros mais recatados e quietos.
O garoto desceu a escadaria que dava acesso às masmorras e adentrou a sala da poções.
Sr. Joseph se encontrava sentado em sua mesa,como sempre, o homem não expressava emoção qualquer. Brandon ficava impressionado com a capacidade de alguns de executar tal ato, ele mesmo nunca conseguiria tal feito, sempre expressava, mesmo se não quisesse as suas emoções.
O garoto então se acomodou em uma das carteiras no início da sala e esperou o restante dos primeiranistas chegarem. O garoto estava distraído pegando seu material, quando alguém o cutucou nas costas, ele se virou assustado e se deparou com Mary, que havia se sentado na carteira de trás.
-Mary, oi.-Diz ele desanimado.
-Oi!-Ela diz com a animação de sempre. Nesse momento foram interrompidos pelo professor que dava início a aula.
O homem havia pedido, na aula anterior uma simples foto trouxa, que não se mexia nem nada do gênero. Por pura coincidência, Brandon tinha uma dessas fotos, na foto, via-se Ryan, seu pai e Brandon. Eles haviam tirado essa foto quando foram até um pequeno povoado de trouxas no sul da Irlanda visitar um parque de diversões.
Segundo o professor, eles iriam animar aquela foto com a Poção Fotográfica, que serviam para animar fotos trouxas, sem movimento.
Aquilo era realmente legal, qual a graça que os trouxas viam em uma fotografia que não se mexia? Era tão monótono, a pessoa flagrada só tinha a mesma expressão e continuavam sempre na mesma posição, os trouxas eram realmente estranhos.
O homem passou os ingredientes e as instruções da poção no quadro e autorizou-os a começar o preparo da poção.
Brandon foi até o armário de ingredientes e capturou um vidro de vinagre, o primeiro ingrediente da poção, encheu o caldeirão até metade com o líquido e voltou ao armário, em uma caixinha de acrílico estava escrito "Penas de Fênix" o garoto abriu-a e pegou 3 delas, em outra caixinha idêntica estava escrito "Penas de Águia de Fogo" o menino pegou 2 e voltou ao seu caldeirão. O vinagre já fervia, exalando um aroma não muito bom,colocou as penas de fênix e foi buscar o cílio, despejou-o no caldeirão e buscou o restante dos ingredientes, faltavam ainda os galhos, os raios de luar e o raio de sol púrpura.
Após ter acrescentado todos os ingredientes presentes no armário, Brandon se dirigiu até a mesa do Sr.Joseph.
-Professor, poderia me dar o Chifre de Unicórnio?-O homem olhou e disse.
-Está aqui.-Disse ele estendendo o material para o menino.
O garoto pegou o chifre das mãos do docente e se dirigiu novamente ao seu caldeirão. Após despejar o último dos ingredientes no caldeirão, esperou o tempo necessário.
Segundo o professor, teriam que mergulhar a foto na poção, a foto teria que absorver bem a poção, proporcionando assim um bom movimento.
Brandon pegou uma pinça, com a mesma pegou a fotografia e a mergulhou no caldeirão fervente. Após alguns minutos, o garoto tirou a foto, a largou em cima da mesa e sorriu com o resultado. A foto, que antes as pessoas se encontravam inertes, agora sorriam e se abraçavam, seu pai Charles abraçava forte Ryan e Brandon e os soltava, Ryan que estava ajoelhado no chão, as vezes se levantava e sorria.
O resultado foi satisfatório, tanto para Brandon como para o professor. O garoto guardou sua fotografia, e assim que o professor os liberou ele saiu com a sua irmã de braços dados.




The magic is in the shoes of those who feel
Slytherin - Quarto Ano
avatar
Brandon S. M. Drakhale
Data de inscrição :
14/05/2013

Mensagens :
435

Idade :
18


Ficha do Personagem
Ano Escolar: 4° Ano
Patrono: Raposa
Casa: Sonserina
HOG » Sonserina

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 3ª Aula de Poções

Mensagem por Mary E. M. Drakhale em Qui 25 Jul 2013 - 17:06

Poção Fotográfica


O almoço fora muito bom, como sempre. Comi alguns pedaços de cada carne, colocando purês e molhos que nunca havia provado antes. Sempre gostei de coisas novas. Após a refeição, vou ao meu dormitório arrumar-me para a próxima aula.

Quando estou arrumando minha mochila para as aulas, me deparo com o lembrete que, na próxima aula de Poções, seria necessário uma foto trouxa. Eu supunha que a aula seria prática e constituiria em animar a foto, mas havia esquecido completamente do trabalho. E também seria necessário o Kit Básico para Preparo de Poções. Com um pouco de medo de chorar, procuro em meus pertences um álbum de fotografias. Sua capa estava velha, mas não perdera a beleza. Fotos da infância de minha mãe. Ela era trouxa, portanto todas as fotos eram do jeito que o professor pedira. Examino uma em que ela estava com uns cinco anos, mostrando a língua para a câmera. Com um ar totalmente calmo, aquela pessoa já não estava mais entre nós... Então, como supunha, minhas bochechas sentem lágrimas escorrerem. Continuo assim por uns dois minutos, então me recomponho. Meus olhos ficaram vermelhos, mas os ignoro. Coloco meus sapatos e gravata, junto com luvas e cachecol. A mochila estava pronta então prossigo para a sala de Poções.

Ao chegar na sala, me posiciono em uma mesa que não estava ocupada e abro minha mochila, deixando organizados os itens do Kit Básico e a foto do meio da mesa. Eu observava para aquela menina, tão bonita e descontraída, sem saber da existência do mundo bruxo, sem saber que um dia aquela foto seria usada para uma aula de uma escola de bruxarias... Sinto um nó na garganta mas consigo segurar o choro, mas sei que por dentro estou desabando. Passos firmes são ouvidos e percebo que o professor acabara de adentrar no local. Tento distanciar meus pensamentos enquanto ele diz sobre o que teremos que fazer.

Uma Poção Fotográfica seria preparada por nós, para ser despejada sobre a foto trouxa e, se feita corretamente, a deixar com movimento. Estou ansiosa para a primeira aula prática, mesmo sendo a última do ano. “O que será que vai aparecer na foto?” Eu realmente não a queria estragar, uma foto tão bonita. Então fico pensando que deveria ter trago outra, mas talvez esta sirva de incentivo para que eu não erre. Observo atentamente os ingredientes descritos no quadro. “Meio caldeirão de vinagre.. certo.” “Três penas de... fênix! Sempre quis ver uma.” E depois de anotadas as instruções em meu pergaminho, começo a preparação da poção.
O meu caldeirão ocupa a posição central da mesa, agora.
Pego os materiais necessários com um pouco de esforço na mesa do professor. Então sigo para minha mesa e leio novamente as instruções. “Meio caldeirão de vinagre... certo.” Depois que o caldeirão já está com o vinagre, fico um pouco nervosa. Mas coloco no fogo baixo e acrescento os ingredientes. Como citado nas instruções, coloco as penas primeiro. As penas são vermelhas, mas em sua circunferência podemos notar detalhes em laranja e amarelo. Com grande pesar, as coloco no caldeirão, e elas boiam sobre o vinagre. Espero, atentamente olhando no relógio, por cinco minutos e cinquenta segundos exatamente. Coloco os outros ingredientes, com pequenos intervalos de um para o outro. Após, acrescento um chifre de unicórnio. Ele era claro, mas não consegui distinguir se era branco ou um amarelo bem claro. Em alguns momentos o chifre brilhava. Novamente o despejei com pesar. Já li que eles são raros, e uma consequência é que no mercado são caros. A poção estava pronta.

Pego meu Kit Básico, e nele consigo localizar um frasco e um funil. Posiciono adequadamente o funil em cima do frasco e despejo a poção contida em meu caldeirão no funil. Por alguns segundos, observo o conteúdo descer do funil e adentrar no frasco. O aroma era agradável, e eu não havia deixado respingos na mesa, o que era bom. Respiro fundo e ouço as instruções seguintes dadas pelo professor. Teríamos que banhar a foto com a poção. Se feita corretamente, a foto iria a absolver.

Tenho que parar para respirar fundo antes de encostar no frasco. Depois de dados alguns segundos, tomo coragem e despejo todo o conteúdo em cima da foto. A foto parece sugar a poção. “E-eu consegui!” Mal conseguia acreditar. Depois de alguns segundos de espera, consigo ver o movimento. A menina estava olhando para o horizonte com um aspecto calmo, então percebe a presença da câmera e faz careta. Era tão... puro. Fico tão admirada que nem percebo que o tempo da aula acabara. Arrumo meu material e saio da sala, com a foto guardada muito bem em minha mochila.




Mary Elizabeth § Monitora da Corvinal § 2° ano § Magorian Drakhale
avatar
Mary E. M. Drakhale
Data de inscrição :
10/06/2013

Mensagens :
87


Ficha do Personagem
Ano Escolar: 2° Ano
Patrono: Nenhum
Casa: Corvinal
HOG » Corvinal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 3ª Aula de Poções

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum